Em tempos de propagação do novo coronavírus, a mudança na rotina aconteceu de uma hora para a outra e, consequentemente, exigiu que as pessoas também mudassem seus hábitos. Entre as modificações está a migração de diversos cursos presenciais para plataformas on-line.

Mas os cursos a distância (EAD) já são uma realidade há mais tempo: o último Censo da Educação Superior (com dados de 2017 e divulgado em 2019) aponta que o número de vagas ofertadas na graduação a distância superou a oferta de vagas da graduação presencial no Brasil. Apesar desse aumento, a Educação a Distância ainda gera dúvidas por parte de quem ainda não conhece essa modalidade.

Por isso o diretor do Senac EAD Giancarlo Giacomelli lista os principais mitos e verdades sobre o EAD. De bônus, ao final, trazemos as dúvidas mais comuns dos alunos na hora da matrícula.

O diploma do curso EAD vale menos que de um curso presencial.
MITO: Não há distinção entre as modalidades, e os diplomas têm o mesmo valor. Aliás, sequer é mencionado no diploma se o seu curso foi presencial ou EAD. Da mesma forma ocorre com os demais documentos que comprovam a conclusão do curso como histórico escolar, certificado provisório ou declaração de conclusão.

Um curso a distância tem menos qualidade.
MITO: A qualidade de um curso não está relacionada ao fato de ele ser presencial ou a distância. No caso dos nossos cursos técnicos a distância, todos são reconhecidos pelo MEC e conferem ao aluno a formação técnica de acordo com a Lei 12.513, com validade em âmbito Nacional, válido inclusive para concursos públicos e sua colocação no mercado de trabalho.

Estudar a distância é mais fácil.
MITO: Por depender diretamente do aluno e da sua proatividade, um curso online pode até exigir mais disciplina e estudo do que um presencial. A grade curricular de um curso EAD é a mesma de um curso presencial, portanto os conteúdos são os mesmos. O que vai determinar o quanto o aluno está conseguindo acompanhar o curso é a disciplina do aluno (como em qualquer atividade que você vai fazer). Quem opta por um curso EAD precisa criar uma rotina de estudo, inserir o curso, de alguma forma, no cotidiano, para que se tenha um bom aproveitamento da formação.

O aluno do EAD estuda sozinho e não tem o mesmo suporte que um aluno do curso presencial.
MITO: Um curso a distância de qualidade (como os dos Senac) possui tutor ativo e acompanhamento constante do desempenho do aluno, além do contato virtual entre colegas para trabalhos e discussões. Na turma EAD, há estudantes de diversas cidades e até regiões diferentes do País. Um dos grandes ganhos da educação a distância é não estar sozinho e estar em uma turma diversa, com pessoas de lugares diferentes e experiências distintas.

O aluno do EAD não pode frequentar o polo EAD
MITO: O aluno que está matriculado em qualquer região do país pode utilizar a estrutura do Senac para eventualmente tirar dúvidas e utilizar a biblioteca.

Um curso a distância costuma ser mais barato que um presencial
VERDADE: Por não depender de estrutura física e por atingir um número maior de alunos, a Educação a Distância custa menos. E tudo isso sem perder a qualidade.

Um curso a distância permite mais flexibilidade durante os estudos
VERDADE: Na educação a distância, o aluno não tem o compromisso de ir à aula e nem são contabilizados os acessos ao ambiente virtual como forma de avaliação de presença. O que atesta sua presença ou não é o envio das atividades. Não há uma obrigatoriedade do tipo “o aluno precisa acessar todos os dias o Ambiente Virtual, das 18h às 21h”. As aulas ocorrem no Ambiente Virtual onde são disponibilizados os conteúdos ao longo da formação. Tudo é postado de maneira cronológica, de forma que o aluno vá se apropriando das suas competências ao longo da sua trajetória.

O curso EAD é formado apenas por videoaulas
MITO: Não, este não é o único recurso utilizado pelo EAD. Todo o material didático é disponibilizado on-line, por meio de recursos multimídia, podcasts, vídeos, videoaulas, animações, objetos de aprendizagem e-books, webconferências, no Ambiente Virtual de Aprendizagem. Caso prefira, é possível realizar a impressão.

Dúvidas comuns:
1: Tem prova no EAD?
Não tem prova nos cursos técnicos. A avaliação é constante e sistemática. Os alunos são avaliados durante todo o processo educativo por meio de diversas atividades.

2: Qual a dedicação diária para um curso EAD?
Isso depende de cada aluno. A organização é pessoal, mas a indicação é que a pessoa reserve de 1 a 2 horas por dia para a pessoa realizar o seu momento de instrução. É um curso com os mesmos conteúdos e bases do curso presencial, por isso também necessita de um tempo de dedicação, sendo necessário parar, em algum momento do dia, para acessar o ambiente virtual e realizar as atividades.

3: Eu consigo fazer o curso EAD todo pelo celular?
Todos os nossos cursos são acessíveis pelo celular. Eventualmente você consegue acessá-los, assistir os vídeos, acompanhar uma webconferência. No entanto, não é indicado realizar o curso todo pelo celular. Há um volume de texto e algumas atividades são enviadas via editor de texto. Por isso o indicado é que o computador seja o equipamento principal, até para que o aluno consiga ter uma visão mais ampla e organizada do curso.

4: É possível transferir um curso presencial de outra instituição para um curso técnico a distância?
Sim. A transferência pode ocorrer para o mesmo curso ou para um curso de áreas relacionadas. O candidato deverá fazer a inscrição no curso desejado, confirmar sua matrícula e, após, abrir um protocolo de Aproveitamento de Estudos no Portal do Aluno.

5: O ambiente virtual de aprendizagem possui recursos de acessibilidade?
Sim, o ambiente virtual de aprendizagem possui recursos de acessibilidade garantindo sua compatibilidade com as versões mais recentes de tecnologias assistivas, incluindo leitores de tela.

Fonte: Usina de notícias / Foto: Reprodução Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here