O Brasil é o 17º no ranking dos consumidores de vinho. É uma posição bem modesta para a sétima economia do mundo, ainda mais lembrando que por aqui não há barreiras culturais ou religiosas para o consumo da bebida.

Mais: no Brasil, o consumo é de 1,9 litro por ano, contra 20,1 litros anuais da vizinha Argentina ou 50,5 litros de Portugal. Os brasileiros consomem 338 milhões de litros de brancos e tintos por ano, enquanto no líder Estados Unidos este número é de 3,2 bilhões de litros.

Se estes dados, compilados pela Ideal Consulting e pela Winext, apontam para o potencial deste mercado, a realidade mostra que o consumo não cresce. O 1,9 litro per capita, por exemplo, é estável há anos e inclui os vinhos finos (elaborados com uvas viníferas) e os de mesa.

Na tentativa de ajudar a mudar esta realidade, setores importantes do mundo do vinho decidiram se unir e lançar a Pró-Vinho. A iniciativa nasce com a participação da ABBA, associação que representa os importadores de vinho; a Abras, que reúne os supermercadistas; a Abrasel, dos bares e restaurantes; e o Ibravin, dos produtores de vinho nacionais, e também consultores, pesquisadores e jornalistas – eu mesma fui convidada a participar no segundo semestre do ano passado, quando o grupo estava em formação.

A união, na minha opinião, mostra um amadurecimento do setor. No discurso de lançamento da Pró-Vinho, por exemplo, Oscar Ló, presidente do Ibravin, lembrou que por muitas vezes a indústria nacional via a bebida importado como inimigo. “Neste momento, estamos todos sentados juntos, buscando um objetivo único, que é o aumento de consumo”, afirmou ele. Adilson Carvalhal Júnior, da ABBA, por sua vez, destaca que a Pró-Vinho é a grande chance que o setor tem para dar um salto diferente, de crescimento.

A ideia do Pró-Vinho é pensar e fomentar ações que ajudem a divulgar a cultura e aumentar o consumo da bebida no Brasil.

A principal ferramenta é um site que em breve deve disponibilizar campanhas, que podem ser acessadas e replicadas por todos que quiserem promover estas ações em seus estabelecimentos. Mensalmente, os membros do Pró-Vinho se reúnem para pensar nestas ações. É um trabalho voluntário, aberto a quem mais quiser contribuir com este objetivo.

Fonte: IstoÉ / Foto: Guilherme Bessa

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here