A Casa Di Paolo vai lançar na Fenavinho, que acontece de 13 a 23 de junho, em Bento Gonçalves, um novo modelo de negócios: a Massaria Di Paolo. O projeto, liderado pelo sócio-fundador Paulo Geremia, tem o objetivo de oferecer uma comida rápida, própria para locais de grande circulação, com a mesma qualidade servida pelo Di Paolo há 25 anos.

A Massaria Di Paolo vai oferecer sopa de capeletti, polenta mole, massas e molhos em embalagens prontas para consumo. Elaboradas pela Di Paolo Alimentos, as massas são nhoque, ravióli (massa recheada com carnes e especiarias), minitortéi (massa recheada com abóbora), capeletti e spaghetti. Entre os molhos, pode-se optar por pomodoro, ossobuco, quatro queijos, tomate seco, noccioli e pesto. O cliente vai poder fazer a combinação que quiser entre massa e molho, inclusive optando pelo capeletti com molho, em vez da sopa.

Para apresentar o novo negócio ao público, a Massaria Di Paolo chega em um contêiner, projetado pela arquiteta Letícia Zanesco. No visual, às cores da marca Di Paolo – verde, vermelho e branco – soma-se o preto, dando um ar mais moderno. O espaço privilegia a agilidade na elaboração das massas e da polenta. O spaghetti será extrudado na hora, assim como a polenta também será preparada na frente do consumidor.
“A Massaria traz um novo conceito, o de uma alimentação fácil, que pode ser consumida por adultos e crianças, em espaços onde circulam muitas pessoas, como eventos, shoppings, aeroportos, porém mantendo a essência que faz o Di Paolo – uma comida que privilegia o saudável, o feito à mão”, afirma Geremia.

Os alimentos serão servidos em cumbucas recicláveis, com talheres biodegradáveis. As porções chegam aos visitantes da Fenavinho pelo preço único de R$ 19,70. A porção per bambini, por R$ 12,50.

Massas
As massas Di Paolo são elaboradas com farinha de trigo produzida pela Orquídea, uma das empresas com maior capacidade de moagem de trigo do Sul do país, alcançando a produção mensal de 36 mil toneladas. O spaghetti Di Paolo, que será extrudado na hora, na Massaria, é elaborado com farinha de trigo de grano duro, com trigo importado.

Preferido dos massaiolos especialmente para massas longas, o chamado triticum durum produz uma semolina de alta qualidade, com mais proteína do que o trigo tradicional, gerando uma massa mais firme. Essa propriedade favorece a secagem e o ponto de cozimento al dente, como manda a tradição italiana, além de oferecer uma massa com mais sabor, de melhor digestão e, também, com menor índice glicêmico. Por sua constituição, é o ideal para a produção de massas frescas.

Fonte: Assessoria de Imprensa / Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here