Até mesmo quem não é ligado ao universo da beleza já se deparou com o termo “harmonização facial”, não por menos que este termo cresceu 540% como procura nos sites de pesquisa nos últimos 2 anos.

A harmonização facial é um tratamento estético que utiliza uma combinação de técnicas, principalmente injetáveis, que visam proporcionar mais equilíbrio entre volume, formato e ângulo de todas as partes do rosto. A grande procura pela técnica se deve a alguns motivos: resultados imediatos, assim como o tempo de recuperação mínimo em comparação a cirurgias plásticas.

A popularização das redes sociais que prezam a imagem, incluindo o conceito da selfie, mudou completamente nosso senso estético, além disso, com a chegada da pandemia, consequentemente as vídeo chamadas aumentaram consideravelmente fazendo com que as pessoas “se enxerguem” ainda mais na câmera frontal.

Para a dermatologista Andrea Severa, o primeiro passo antes de querer realizar qualquer procedimento, é busca por um profissional de qualidade. Para que dessa forma seja feita uma avaliação da face, além de definir os objetivos que se busca.

“É de suma importância se conhecer, se olhar no espelho e ter claro o que deseja melhorar. Porque como sempre digo, nossa face é nosso cartão de visita. Buscar um dermatologista é muito importante para que o seja feito tudo de forma segura e que gere bons resultados”, destaca Andrea.

Segundo a dermatologista, não existe uma faixa etária para iniciar os procedimentos, sejam eles os preventivos ou os de melhoria para o rosto.

“Tudo é feito com base na primeira consulta e no que o paciente sinaliza como sendo um incomodo. Mas claro, é feito um estudo onde mostro o que fica bom e a forma que será feita. Tudo é feito para realçar ainda mais a beleza natural, deixar a pessoa bem consigo mesma”, ressalta Andrea.

É importante que estejamos satisfeitos com aquilo que enxergamos, mais importante ainda é respeitar as particularidades do seu rosto na hora de se pensar em procedimentos estéticos. Para Andrea, o termo harmonização tem se tornado pejorativo, uma vez que cada pessoa possuí uma simetria de rosto não podendo assim ser algo padronizado.

“Na avaliação busco entender como é o rosto do paciente e o que pode favorecer naquele momento. Hoje em dia vemos vários procedimentos que padronizam os rostos das pessoas, sendo que cada um possui um biotipo que não pode ser igual. O que fica bem para um pode não ficar bom para o outro, por isso não utilizo esse termo, busco deixar a pessoa ainda mais bela e não padronizada”.

Atualmente, com as inúmeras possibilidades de tratamentos estéticos, é de suma importância encontrar profissionais que estejam alinhados e respeitem a diversidade dos padrões estéticos, valorizando e potencializando a beleza natural.

Andrea comenta que os procedimentos mais procurados são a sustentação do rosto e o contorno facial, onde o ácido hialurônico é colocado em pontos estratégicos de absorção óssea e de colágeno, deixando a face mais natural. Ela ressalta que a técnica pode durar até dois anos precisando fazer apenas uma manutenção durante o ano.

“Todo procedimento precisa de um acompanhamento e cuidados, mesmo que seja indolor e que no mesmo dia o paciente já esteja liberado para suas atividades diárias. É preciso cuidar da pele, hidratar e usar filtro solar, tudo contribuiu para manter e deixar a pele saudável”

Alguns famosos têm recorrido a reversão da harmonização, Andrea lembra que em alguns casos não há o que fazer.

“Já recebi pacientes onde foi aplicado metacril, essa substância pode gerar a degeneração de células, e ainda pode causar infecção, impendido assim a desarmonização facial. No consultório só é utilizado o ácido hialurônico que pode ser desmanchado com uma enzima, caso a pessoa queira retirar do rosto”.

Andrea reafirmar da importância em buscar profissionais qualificados e de confiança para não gerar arrependimentos que não podem ser revertidos. A definição de um padrão estético que não incentiva o respeito às diferenças. Além disso, também pode dificultar a percepção de que a beleza é um conceito subjetivo, plural e diverso.

A doutora Andrea Severa atende na Clínica Kore que fica localizada na Millennium Office – Rua Senador Salgado Filho, 203, sala 301, bairro São Bento – Bento Gonçalves. Para mais informações, pode-se contatar pelo telefone (54) 3055 2201 ou pelo e-mail contato@clinicakore.com.br, ou ainda acessar ao site clinicakore.com.br.

30

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here