A espera por um dos momentos mais icônicos da história da Festa Nacional do Vinho (Fenavinho) está prestes a acabar. Sábado, às 11h, os bento-gonçalvenses e os visitantes da maior festa do município voltam a brindar nas ruas da cidade o vinho encanado, após oito anos, vivendo um momento de pura nostalgia.

Uma programação intensa aguarda a comunidade no ponto para onde converge os principais acontecimentos populares de Bento, a Via del Vino. Por aí, shows e apresentações artísticas deixam ainda mais festivo este momento histórico, que ganha reprise também no domingo, dia 2, e no próximo final de semana, dias 8 e 9, sempre das 11h às 17h. Juntam-se a essas atrações oferta de produtos da agroindústria, gastronomia e artesanato.

Quem visitar a atração neste final de semana, especialmente no domingo, também terá a oportunidade de acompanhar outro momento marcante da Fenavinho. A partir das 15h, na Rua Marechal Deodoro, entre as ruas Saldanha Marinho e Júlio de Castilhos, diversos carros alegóricos exibem a alegria, os costumes e os hábitos do interior num desfile que traz, ainda, entidades, autoridades, escolas e, claro, o trio de soberanas da festa, a Imperatriz do Vinho, Bárbara Bortolini, e as Damas de Honra, Ana Paula Pastorello e Sandi Marina Corso. Mais cedo, uma outra ocasião, digamos, mais descontraída, promete divertir o público às 13h, quando entra em cena a corrida de barrica do Circolo Trentino.

O vinho encanado terá a comercialização de produtos de cepas nobres, representados pelo Merlot (tinto) e pelo Moscato (branco), além de suco de uva integral, todos fornecidos pela Cooperativa Vinícola Aurora. Estima-se que mais de 16 mil taças das bebidas sejam vendidas nos dois finais de semana.

Os dois produtos serão comercializados em valor único de R$ 5 a dose. O valor dá direito a uma taça plástica (150ml). Quem quiser adquirir a taça oficial, assinada pela Boccati, feita em acrílico, pagará R$ 10 – já com direito a uma dose de vinho/suco. O custo para repor a bebida segue de R$ 5.

O vinho encanado foi instituído na primeira edição da Fenavinho, em 1967, e logo tornou-se um dos principais chamarizes para divulgar a festa que nascia, tornando-a famosa em todo o país. A próxima edição da festa, a 16ª, será promovida pelo Centro da Indústria, Comércio e Serviços (CIC-BG) e ocorre conjuntamente com outra atração comandada pela entidade, a ExpoBento. Ambos os eventos serão no Parque de Eventos, entre os dias 13 e 23 de junho.

Programação
Dia 1º de junho
11h: Abertura com Rodrigo Solton
14h: Trio Irmãos Manzoni e Juliano
15h: Rodrigo Solton e Coral Vale dos Vinhedos – Projeto Encantos
17h: Elvis Celebration In Concert

Dia 2 de junho
11h: Teatro ‘O maravilhoso show da Família Gentil’
13h: Corrida de barricas Circolo Trentino
15h: Desfile Carros Alegóricos
17h: Banda Rainha de Espadas

Dia 8 de junho
11h: Teatro ‘Abre a boca e fecha os olhos’
14h: Banda Duo del Vino
15h: Coral da Fundação Casa das Artes
17h: Banda Trebbiano

Dia 9 de junho
11h: Coral Imigrante
14h: Banda Cavatappi
15h: Daniel Lima e Janete
17h: Zo Garrafon

Corte da 16ª Fenavinho desfila com trajes oficiais
O cortejo real da 16ª Festa Nacional do Vinho já desfila com seus trajes oficiais – remontando às vestimentas utilizadas pelas primeiras soberanas, há mais de cinco décadas. Com inspiração no passado, os vestidos da edição 2019 simbolizam a elegância feminina, a alegria do povo bento-gonçalvense e a cultura da vinha na região – como pontua o estilista responsável pelas peças, Juan Isasa. A Imperatriz do Vinho, Bárbara Bortolini, e suas Damas de Honra, Ana Paula Pastorello e Sandi Marina Corso, apresentaram as novas indumentárias durante o desfile ‘Eles na Passarela’, realizado no CIC-BG, na noite de 28 de maio.

A concepção dos trajes foi fundamentada por Isasa com base no protagonista da festa, o vinho. “A inspiração para a elaboração do projeto veio de vários elementos, mas eu diria que um dos principais é a cultura italiana que predomina em Bento Gonçalves e o fato de ser um povo muito trabalhador – além da minha criatividade em compor as obras”, destaca. As vestimentas foram confeccionadas com os tecidos tafetá, brocado, organza e rendas.

Em cores predominantemente bordô e preta, os vestidos das Damas de Honra possuem detalhes bordados que remontam ao cultivo da vinha, com taças e garrafas juntas em um único brinde. Os acabamentos da saia, mangas e babado frontal em branco ornamentam a composição – que fica ainda mais imponente com os adereços utilizados pelas soberanas, como a coroa e as enojóias. Diferenciado propositalmente, o traje da Imperatriz ostenta as cores branca e roxo na maior parte da tecelagem – com destaque para a armação frontal na cor dourada. “As cores remontam aos vinhos e às uvas, que combinam entre si. O dourado representa o ouro, a riqueza. E tem ainda os detalhes em renda para lembrar os trabalhos artesanais de uma forma mais nobre”, descreve.

O projeto concebido por Isasa foi executado pela costureira Glória Inelsi Teixeira, com bordados de Vilma Perini Silvestre. Os trajes ainda passaram por alguns ajustes até chegarem à apresentação oficial.

Fenavinho homenageia costumes do interior com Desfile Alegórico
Na história da Fenavinho, o desfile de carros alegóricos simboliza, ao lado do vinho encanado e da escolha da corte, o espírito de congraçamento comunitário tão presente na memória afetiva de quem viveu e vive a festa. Carregado de simbolismos por retratar a própria história da cidade – e, por consequência, da festa –, o desfile da 16ª edição torna um acontecimento já especial em singular: só haverá uma chance para a comunidade e os visitantes assistirem ao corso. E será no dia 2 de junho, durante o primeiro final de semana do vinho encanado, às 15h – em caso de chuva, o desfile será transferido para o dia 9 de junho.

Durante cerca de uma hora, a Rua Marechal Deodoro, entre as ruas Saldanha Marinho e Júlio de Castilhos, será o cenário para esse momento alegórico que narra, com a participação de vários segmentos da comunidade, como a cidade se desenvolveu a partir de sua vocação para elaborar vinhos e produzir móveis.

O desfile abrirá com o símbolo da Fenavinho, o boneco Tastavin, um bonachão sujeito com o maior jeito de gringo saído direto da Roma Antiga. Depois, o carro das autoridades passa pela avenida – mas nada de carrão de luxo, eles desfilam num Wine tuc, releitura de um tipo de veículo bem famoso no interior da cidade.

A sequência do corso traz os jogadores do Esportivo, que neste ano chega a seu centenário comemorando, além da simbólica data, a volta à elite do futebol gaúcho. Seguem a parada os integrantes da Câmara de Dirigentes Lojistas, entidade que compartilha com a comunidade seu aniversário de 50 anos de atuação. Já no carro Maria Fumaça, da Giordani Turismo, representantes de diversas entidades de Bento dividem com o público a alegria de celebrar a Fenavinho.

Um dos momentos mais especiais será a passagem dos carros dos distritos – São Pedro, Tuiuty, Faria Lemos e Vale dos Vinhedos –, responsáveis por grande parte da produção de uvas do município. Cada um deles participará com dois caminhões trazendo toda a herança dos imigrantes italianos com seus costumes e tradições, com grande participação de suas respectivas associações turísticas. Essa é, também, uma forma de divulgar os atrativos que tanto encantam os visitantes, como os Caminhos de Pedra, em São Pedro; as paisagens cravejadas de parreirais do Vale Do Rio das Antas, em Tuiuty; as cantinas históricas de Faria Lemos; o glamour do Vale dos Vinhedos e da Eulália.

Outro ponto para celebrar o legado dos imigrantes será a participação do Circolo Trentino e da Famiglia Trentina, que desfilam em conjunto, enaltecendo a herança deixada pelos imigrantes da região do Trento em Bento Gonçalves. Ainda fazem parte do desfile duas escolas municipais, a Lóris Antônio Pasquali Reali, do Vale dos Vinhedos, e a Fenavinho, do bairro homônimo, e o Centro de Patinação Rodas da Serra, com os alunos desfilando, na rua – mas sobre as rodinhas, é claro.

Um dos últimos carros traz a corte da 16ª da Fenavinho, com a Imperatriz do Vinho, Bárbara Bortolini, e as Damas de Honra Ana Paula Pastorello e Sandi Marina Corso. Encerrando o desfile, o comitê de organização da 16ª Fenavinho estará distribuindo vinho para o público – numa referência ao caráter popular sempre presente na festa.

Serviço
O que: desfile de carros alegóricos da Fenavinho
Quando: dia 2 de junho, às 15h (em caso de chuva, o desfile será transferido para o dia 9 de junho)
Onde: Via del Vino, no Centro
Quanto: grátis

Fonte: Exata Com / Fotos: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here