A gastronomia foi um dos setores que mais sofreu com a pandemia. Diversos restaurantes tiveram suas portas fechadas por questões sanitárias e isolamento social. Os happy hours e jantares deram espaço para refeições feitas em casa. Mais do que nunca, o segmento precisa de criatividade para manter as portas abertas.

A chef e docente da área da Gastronomia do Senac Santa Cruz do Sul, Cátia Leal da Silveira, defende que é preciso se adequar a nova normalidade. “Hoje mais do que nunca devemos manter cuidados redobrados. O cenário é confuso e o corte de gastos desnecessários é muito importante. A adaptação é primordial para que consigamos superar o momento atual”, afirma. Os estabelecimentos na área da gastronomia tiveram que se moldar rapidamente e buscar novas estratégias de venda e de relacionamento com os clientes.

Durante a quarentena, muitas pessoas também viram na gastronomia uma possibilidade de empreender. O que era paixão virou fonte de renda e levou muita gente a se reinventar e transformar o isolamento em uma oportunidade para novos negócios. “Podemos observar que o atual momento de reclusão, combinado com o desemprego, foi decisivo para muitas pessoas colocarem em prática alguns sonhos antigos de empreender na gastronomia”, conta a chef.

Porém, a capacitação é importante para esses futuros profissionais da área da alimentação. O conhecimento é necessário para o crescimento e o bom andamento dos negócios. Pensando nisso, a docente do Senac Santa Cruz do Sul separou dicas para quem busca empreender e inovar neste momento.

Confira:
– Planejamento é o primeiro passo. Todas as ações devem ser planejadas para não ocorrer desperdícios;
– Comunicação é essencial. Mostre cada vez mais para seu cliente que seu estabelecimento é comprometido com as boas práticas e a segurança sanitária.
– Utilize as redes sociais e mídias on-line para divulgar o seu trabalho. Leve até as pessoas o que você está fazendo;
– Utilize as boas práticas para aumentar as vendas. Melhore a visibilidade da marca e o relacionamento com o seu cliente;
– Mantenha o equilíbrio emocional. Trabalhe em parceria com sua equipe, tomando todos os cuidados necessários com a saúde física e mental;
– Inove na hora de entregar. Tente introduzir no estabelecimento as vendas on-line e take away (quando seu cliente vai até o estabelecimento apenas para buscar o seu produto);
– O delivery veio mais forte. Use de ferramentas como os aplicativos e embalagens para proporcionar uma melhor experiência ao cliente;
– Rever o cardápio é uma boa opção. Adaptar seus pratos a uma nova realidade e proporcionar preços mais justos é uma ótima alternativa;
– Dê preferência para produtos locais e regionais. Além do acesso ser mais fácil, você valoriza a economia local;
– Fique de olho na limpeza. Qualquer ambiente onde haja manipulação de alimentos precisa se adaptar às novas normas sanitárias para seguir funcionando;
– Mantenha sua equipe bem treinada. Preste atenção para a necessidade de redobrar os cuidados com a higiene não só na cozinha, mas nos demais ambientes e também na relação com as pessoas.

Catia lembra ainda que, para quem tem interesse em investir na sua qualificação na cozinha, o Senac Santa Cruz do Sul conta com diversos cursos na área da Gastronomia, como o de Técnicas e Culinárias da Cozinha Profissional. Com uma carga horária de 300 horas, a formação é perfeita para quem procura algo de curta duração na preparação e na apresentação de produções culinárias.

Focado na prática, prepara profissionais para atuarem desde o pré-preparo até a apresentação das produções da culinária. “É perfeito para quem quer começar uma nova carreira e ingressar no mundo da Gastronomia. Além desse, a escola conta com outras especializações no ramo culinário, como o curso de Confeiteiro, Cozinha Básica para Iniciantes, Massas e Molhos, entre outros”, finalizou a chef.

Fonte: Usina de notícias / Foto: Reprodução Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here