A 29º ExpoBento e 16º Fenavinho nesta sexta-feira (14), recebeu a visita de autoridades parlamentares em Bento Gonçalves.

Estavam presentes o vice-presidente da república, Hamilton Mourão, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o Deputado Federal, Eduardo Bolsonaro.

A abertura que estava marcada para as 11h acabou atrasando, contudo a cerimônia fluiu normalmente em seguida, dando início aos discursos. O presidente do CIC, Elton Gialdi que comentou sobre o esforço colocado na realização do evento “Assumimos esse desafio com coragem, foi com muitas e incontáveis horas de trabalho e o resultado está aqui concretizado”.

Logo após vieram o diretor-geral da ExpoBento, Rogério Capoani, afirmando a força que a feira tem e sua influência positiva dentro da comunidade. “Por isso a ExpoBento têm uma energia capaz de fortalecer, agregar e enaltecer. São mais de 2.500 empregos diretos e indiretos oportunizados ao longo de todo processo da feira, mais de 470 expositores que com seus produtos e serviços buscam superar a expectativa de 40 milhões de reais em seus negócios”.

O coordenador geral da Fenavinho, Diego Bertolini, que comentou sobre a representatividade quea festa possui, e a dedicação na realização do retorno do Vinho Encanado, pediu por uma quebra de protocolo, para ceder espaço de fala, à corte da festa, A Imperatriz Bárbara Bortolini, teve a palavra, acompanhada das Damas de Honra, Ana Paula Pastorello e Sandi Marina Corso, enaltecendo e valorizando o vinho produzido em Bento Gonçalves.

Guilherme Pasin, prefeito de Bento Gonçalves, explanou sua gratidão por todos presentes e todos os esforços aplicados para alcançar o objetivo em comum, a realização deste grande evento para o município, e fez um apelo “Senhores deputados federais, nós estamos pedindo a cada um dos senhores, que mantenham no texto da reforma da previdência, cada um dos municípios, dos 27 estados da federação. Nosso Brasil precisa de homens e mulheres corajosos”.

O governador do estado do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, se alegrou com a festa e anunciou o fim da substituição tributária para o setor vinícola, a partir de julho, e deve entrar em vigor ainda no mês de setembro. Também citou temas como as privatizações, reforma da previdência. “Só no estado do Rio Grande do Sul, a previdência tem um deficit de 12 bilhões de reais, o povo gaúcho paga através de altos impostos”.

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, teve uma fala curta, fazendo referência ao presidente Jair Bolsonaro logo ao início de seu discurso. Citou a democracia liberal como visão de futuro, para ultrapassar as turbulências que se vive no Brasil. Acrescentou ainda que em sua visão existem dois graves problemas de ordem estrutural, que são a crise fiscal e a baixa produtividade. “A crise fiscal é fruto de governos que gastaram em demasia… surge esta questão da reforma do sistema previdenciário, é um sistema que se esgotou, é um sistema que vai penalizar as gerações mais jovens’.

Ao encerramento encontramos novamente com as autoridades e representantes do evento, para o descerramento da placa em homenagem ao retorno da 16º Festa Nacional da Uva.
O vice-presidente ainda em um rápido momento discursou reafirmando sua fé nas soluções para resolver os problemas do país. “Sempre baseadas no tripé, Clareza, para que todos compreendam e entendam perfeitamente, o rumo que nós temos que tomar, a forma a superar esses obstáculos. Determinação, para não perdermos esse rumo e Paciência, para negociar, para dialogar, para enfim, promover a união e o entendimento de todos”.

A Expobento e Fenavinho, trazem sua programação nesta sexta-feira (14), a partir das 19h e conta com oficinas gastronômicas, degustação, desfile, Djs e as 22h no Palco Fenavinho, a banda Vocal Allegro.

Fonte: Leouve / Foto: Isa Severo / Grupo RSCOM / Divulgação

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here