Um dos mais importantes eventos da engenharia da mobilidade no Brasil, reunindo 500 estudantes de engenharia de 29 instituições de ensino superior dos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul, ocorre neste final de semana, no campus-sede da Universidade de Caxias do Sul. De, sexta, dia 15, a domingo, 17, de novembro, a UCS recebe a Etapa Sul da competição Baja SAE BRASIL 2019, evento de testagem de protótipos de veículos off-road desenvolvidos pelos estudantes. A UCS participa com duas equipes, uma de Caxias do Sul e outra de Bento Gonçalves, formadas por alunos dos cursos de Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Produção e Engenharia Automotiva.

As provas dinâmicas (das 11h às 16h de sábado) e o enduro de resistência e a premiação (das 9h às 15h de domingo) são abertos ao público, com entrada franca. A pista está instalada nos fundos do campus, próximo à Incubadora Tecnológica (ITEC-UCS), em terreno acessível pelo Travessão Solferino, na ligação com o Bairro Cruzeiro.

Em sua 17ª edição, o projeto Baja é uma iniciativa da seccional nacional da Sociedade de Engenheiros da Mobilidade (SAE BRASIL) para o aprimoramento dos futuros engenheiros. Os acadêmicos são desafiados a construir um veículo capaz de suportar as condições adversas de via off-road, que seja seguro, com custo viável e que atenda normas técnicas estabelecidas. A competição visa colocar em prática as lições de sala de aula do mundo da engenharia, desde a concepção do empreendimento, passando pela elaboração do projeto, até a execução e validação do projeto.

PROGRAME-SE:
O QUE: 17ª Competição Baja SAE BRASIL – Etapa Sul
QUANDO: de sexta, 15, a domingo, 17
ONDE: campus-sede da Universidade de Caxias do Sul, no acesso pelo Travessão Solferino (entre os bairros Presidente Vargas e Cruzeiro)

ATIVIDADES:
Dia 15, sexta – 9h às 18h – Inspeções de segurança estática e dinâmica e apresentação de projetos.
Dia 16, sábado – 8h às 10h30 – Finais das apresentações orais dos projetos. Das 11h às 16h – Provas dinâmicas (aceleração, retomada, tração, manobrabilidade, suspensão e superprime).
Dia 17, domingo: 9h às 13h – Enduro de resistência. 14h às 15h – Premiação.
OBS: As programações de sábado, das 11h às 16h, e de todo o domingo são abertas ao público.

Cursos da UCS enfocam soluções inovadoras para problemas reais
A resolução de problemas reais da engenharia em um contexto que reproduz a realidade da profissão, levando ao exercício de competências técnicas, operacionais, comportamentais e estratégicas é, para a diretora da Área de Ciências Exatas e Engenharias da UCS, Neide Pessin, o ganho central de um evento como a competição Baja SAE BRASIL que será sediada pela UCS. Sobretudo por materializar a pedagogia voltada à inovação e à aprendizagem ativa desenvolvida ao longo do ano nos cursos de Engenharia da UCS.

“Cada vez mais precisamos de formações experimentais, com resolução de projetos. Uma atividade como essa é a culminância de todo o desenvolvimento de competências que se espera de um engenheiro”, observa, apontando, entre as quais, o conhecimento técnico como base e a criatividade, o trabalho em equipe, a resiliência, a resposta à pressão e a resolutividade.

Referência no país no ensino de Engenharia, a UCS como sede do evento constitui-se, para a diretora, em reconhecimento da qualidade dos cursos na área – exemplificado pelo recente conceito máximo (5), conferido à graduação em Engenharia Automotiva pelo Ministério da Educação.

Os veículos – Os veículos Baja SAE são protótipos de estrutura tubular em aço, monopostos, off-road, com motor padrão de 10 HP, que devem ser capazes de transportar pessoas com até 1,90m de altura e com até 113,4 kg. Os sistemas de suspensão, transmissão e freios, assim como o próprio chassi, são desenvolvidos pelas equipes, que têm, ainda, a tarefa de buscar patrocínio para viabilizar o projeto.

A competição – Se inicia com as avaliações de projeto, segurança e conforto por parte da Comissão Julgadora da SAE BRASIL. Nas provas dinâmicas, são verificadas as capacidades de aceleração, retomada, tração, manobrabilidade e transposição de obstáculos dos veículos. Por fim, no domingo, os carros participam de um enduro de resistência de até quatro horas.

Evento mundial – A Etapa Sul (assim como outras duas competições regionais, as etapas Sudeste e Nordeste) é preparatória para a Competição Baja SAE BRASIL Nacional, em que as equipes melhores colocadas poderão representar o Brasil em competição promovida pela SAE International, nos Estados Unidos.

INSTITUIÇÕES E EQUIPES:

Representantes da UCS
Caxias do Sul – Equipe Tobaja

Adriano Degregori (capitão)
Anderson Zangalli
Clismar Bonetti
Felipe Furlin
Matheus Bisol (piloto)
Maurício Dalzochio
William Buckell
William Pegoraro

Bento Gonçalves – Equipe Bajagual
Alan Jonas Coser
Bernardo Ernesto Móro Ransan
Bruno Accorsi Bergoli
Christian André Moro Ransan
Edgar Henrique Cristófoli
Gabriel Paese de Antoni
Ismael Virginio Torresan (capitão)
Jader Faccin Lazzaron
João Antonio Ghellere
Juliano Carteri
Leonardo Nalin Marinello
Marciel Rostirolla
Mateus Fachini
Rafael Gotardo Guzzo
Renan Sartori
William Copat (piloto)

Rio Grande do Sul
Faculdade de Horizontina/ FAHOR- Equipe Sinuelo FAHOR
Instituto Federal do RS/ Farroupilha – Equipe Baja SAE Lanceiros Negros
Instituto Federal do RS/ Erechim – Equipe Bajaridade Tchê
Instituto Federal RS/Ibirubá – Equipe Ibirubaja
Universidade Federal do Rio Grande/FURG – Equipe Baja FURG Motorsport
Universidade de Passo Fundo – Equipe Mas Baja Tchê
Universidade de Santa Cruz do Sul/UNISC – Equipe Baja de Galpão UNISC
Universidade Regional do Noroeste do Rio Grande do Sul – UNIJUI – Equipe Golias Baja UNIJUI
Universidade Federal de Santa Maria – equipe Bombaja UFSM
Universidade Federal do Rio Grande do Sul/UFRGS – Equipe TCHÊ
Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões/ Erechim – Equipe URI Baja Team

Santa Catarina
Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina/ SATC – Equipe Baja SATC
Centro Universitário de Brusque/ UNIFEBE– Equipe Baja Pelznickel
Instituto Federal de Santa Catarina/ IFSC Lages – Equipe Leão Baja
Universidade do Estado de Santa Catarina/UDESC – Equipe UDESC Velociraptor
Universidade do Vale do Itajaí – Equipe AEGIR Ibajai
Universidade Federal de Santa Catarina/ UFSC Joinvile– Equipe CTJ Baja
Universidade Federal de Santa Catarina/ UFSC Florianópolis – Equipe UFSC Baja SAE.

Paraná
Centro Universitário Fundação Assis Gurgacz – Equipe Viper Baja
Universidade Estadual de Maringá – Equipe Capibaja
Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Equipe Cataratas Baja SAE
Universidade Tecnológica Federal do Paraná / Ponta Grossa – Equipe Gralha Azul
Universidade Tecnológica Federal do Paraná / Curitiba – Equipe Imperador UTFPR
Universidade Tecnológica Federal do Paraná/ Londrina – Equipe Londribaja
Universidade Tecnológica Federal do Paraná/ Pato Branco – Equipe Pato Baja
Universidade Tecnológica Federal do Paraná/ Cornélio Procópio – Equipe Procobaja
Universidade Federal do Paraná – Equipe UFPR Baja SAE.

Mato Grosso do Sul
Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) – Equipe Baja Guaicurus

Fonte: Área de Imprensa e Mídias Digitais / Foto: Reprodução Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here