As belezas naturais de determinados lugares estão em evidência hoje em dia, devido à facilidade das comunicações, com o crescimento das redes sociais e seus engajamentos. Cada vez mais viajar está se tornando o hobby preferido de muitas pessoas, pois existe uma vontade maior de apenas ver, mas estar em um determinado lugar. Passear, conhecer novos lugares, guardar momentos na memória, sendo que, essas situações são para sempre.

Eduardo Torrezan, gaúcho nascido em Bento Gonçalves, que trabalha como vendedor em uma empresa que comercializa pneus e outros acessórios ligados à borracharia, é uma dessas pessoas que resolveu fazer das viagens um dos momentos mais especiais da vida.
Viajante de longa data, sua primeira experiência em outros países se deu em 2011, quando foi para o Uruguai.

Ele fala sobre como funcionou a logística dessa aventura inicial:

“Minha primeira viagem foi em 2011, para o Uruguai. Coloquei mil reais no bolso e fui. Quando gastei 500 peguei e voltei, que era o dinheiro que eu tinha pra voltar. Mas já fiz várias viagens pelo Brasil, passei por todos os Estados, de norte a sul de leste a oeste.”, lembra ele.

Dentro do território nacional, ele também já visitou todos os Estados.

Na sua última experiência, o destino foi local, viajar pelo Rio Grande do Sul a bordo de uma Ténéré 250, sua companheira.

“O lugar da última viagem foi fazer os quatro extremos do Rio Grande do Sul. Já fiz todos os países da América do Sul.”

Dentro da América do Sul, ele já conheceu todos os países em diferentes etapas, mas agora o próximo objetivo é fazer o roteiro entre os países de uma só vez.

“Agora estou tentando fazer uma coisa inédita na minha vida, que é visitar todos os países da América do Sul em uma única viagem”, revela.

Sua preferência é por viagens onde ele possa ir sozinho, pois segundo ele a sensação de “liberdade”, é muito maior. Os próximos destinos desejados são a África do Sul e a Itália, país de suas raízes. Outro desejo é o de passar pelos continentes restantes, que são a Europa, Ásia, África e Oceania e então ir para a América do Norte e finalizar na América Central.

“Entre viajar em dupla ou ir sozinho, eu prefiro ir sozinho”, ressalta ele.

Na Europa inclusive, a ideia inicial dele é comprar uma moto lá e continuar viajando com esta moto mesmo.

Na grande maioria das vezes as viagens longas são feitas de moto, e realizadas com o seu próprio dinheiro, são raras as exceções em que algum tipo de auxílio lhe é dado como transferências de valores via PIX, ou acessórios para sua moto como pneus, pastilhas de freio ou do combustível necessário para cumprir o trajeto.

“Pra fazer as viagens, é tudo fruto do suor do meu trabalho. De vez em quando tem algum pessoal que ajuda com um Pix, ajuda no abastecimento, ajuda em uma peça da moto. Nessa última viagem aí um rapaz pagou o pneu, outro me deu de presente as pastilhas traseiras da moto, mas é fruto do meu trabalho. Eu guardo um valor x por mês e uma vez por ano eu faço uma viagem boa.”

De forma reflexiva ele ressalta e orienta que as pessoas não tenham medo de viver:

“Nunca tenham medo da morte, jamais, tenham medo da vida não vivida, ela é curta. Eu sempre pergunto para as pessoas por onde eu passo, quanto tempo você aproveitou da sua vida?”

Um dos objetivos que Eduardo ainda tem é de dar a volta ao mundo, passando por todos os continentes.

Sempre com a vontade de desbravar mais lugares e por consequência, se redescobrir toda vez que embarca em uma nova aventura, ele segue a jornada que ele mesmo constrói.

Para quem quiser acompanhar mais as viagens do Eduardo, ele tem um perfil no Instagram que é como se fosse um “Diário de Viagem”, onde ele conta os percalços que ele passa, manutenção da sua moto, curiosidades dos lugares por onde ele passa e outras coisas de suas andanças. O perfil é @gringosemfronteiras.

O espírito de viajar, combinado com a vontade de viver resulta em experiências inesquecíveis, estas sempre guardadas na memória, mas o que mais se leva das viagens são as amizades que são feitas.

Confira algumas fotos dos arquivos de Eduardo Torrezan:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here