A cantora e empresária Rihanna, 32 anos,foi acusada por muçulmanos, com a alegação de ser desrespeitosa e de fazer apropriação cultural. A acusação aconteceu após a artista utilizar uma música típica da religião em um desfile de lingerie. A marca Savage x Fenty está participando de um documentário com show musical exclusivo pela plataforma Amazon Prime Vídeo, que estreou sexta-feira passada (02). Foi após este episódio que Rihanna estaria recebendo fortes críticas.

Apesar de ser aplaudida e elogiada pela diversidade das suas modelos, a artista foi “cancelada” no Twitter. O momento que desagradou os muçulmanos, foi quando a música “Hadith”, considerada sagrada na comunidade, começou a tocar de forma remixada.

Os religiosos da comunidade se sentiram ofendidos pela situação da música religiosa estar remixada e em um desfile de lingerie. No islamismo, as mulheres devem cobrir o corpo e os cabelos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here