A Cirandeira Criativa vai começar a abrir sua roda de atividades. Realizado com recursos do Governo do Estado do Rio Grande do Sul por meio do Pró-cultura RS FAC – Fundo de Apoio à Cultura, FAC Movimento, através do Edital 12/2019, o projeto oferece oficinas de arte popular e urbana com ênfase na cultura afro-brasileira e indígena com a finalidade fomentar as manifestações brasileiras à comunidade. As atividades começam dia 30 de março e seguem por nove meses no formato on-line.

A proposta quer dar acessibilidade e alcance a diversos grupos, potencializando a criatividade, a construção de identidade e o sentimento de pertencimento como vetores de transformação. As atividades abordam o contexto histórico, as danças afro- brasileiras, a percussão com recicláveis, a customização de figurinos e arte visual através do grafite como estratégias de inserção social e promoção de educação criativa.

O projeto idealizado pela cirandeira Vanessa Carraro e produzido pela Lynch Gestão Cultural, da produtora cultural Flor Nieto, inclui oficinas online de dança, com a bailarina e pesquisadora Vanessa Carraro, às terças. Na quarta-feira, tem oficina de percussão, com o músico Cristiano Nunes. Os encontros semanais serão por nove meses, acrescido de três oficinas complementares de três meses cada, às quintas. A primeira dessas oficinas será d e História, com a pesquisadora Carina Monteiro Dias. Depois, virão oficinas de customização, com a designer Fran Hermoza e grafite, com Andrigo Martins.

A dinâmica do Cirandeira Criativa prevê que os cirandeiros que participem das oficinas de dança ou de percussão, e que acompanhem sempre a oficina complementar, às quintas. Depois das oficinas ao vivo e on-line, as aulas deverão ficar gravadas à disposição do público em ambiente virtual. As inscrições estão abertas nesta semana e seguem até o dia 30, quando começam as atividades.

Os interessados devem preencher a ficha de inscriçã o na página do Facebook do projeto Cirandeira Criativa: (https://www.facebook.com/cirandeiracriativa).

Oficinas do Cirandeira Criativa:

Oficina de Dança
Oficineira: Vanessa Carraro
Carga- horária: 2h semanais (1h ao vivo e 1h gravada)
Dia da semana: Terças-feiras
Horário: 20h – 21h on-line e ao vivo
Duração 09 meses
Encontros práticos e teóricos para estimular, por meio da dança, a ancestralidade e a exploração das potencialidades corporais estimulados por músicas e danças afro-brasileiras.

Oficina de Percussão
Oficineiro: Cristiano Nunes
Carga- horária: 2h semanais (1h ao vivo e 1h gravada)
Dia da semana: Quartas-feiras
Horário: 20h – 21h on-line e ao vivo
Duração: 09 meses
Exercícios lúdicos e pedagógicos de pesquisa e utilização de instrumentos recicláveis para a dinâmica do trabalho, que terá experimentações sonoras e jogos musicais estudando som e harmonia, buscando a habilidade com o instrumento.

Oficina de História
Oficineira: Carina Monteiro Dias
Carga-horária: 2h semanais
Dia da semana: Quintas-feiras
Horário: 20h – 21h on-line e ao vivo
Duração: 03 meses
Temas relacionados à construção histórica e formação cultural brasileira, com leitura crítica de contos, imagens, desenhos, objetos e textos, buscando conexões com o cotidiano e as relações sociais.

Oficina de Customização
Oficineira: Franciele Hermoza
Carga horária: 2h semanais
Dia da semana: Quintas-feiras
Horário: 20h – 21h on-line e ao vivo
Duração: 03 meses
Técnicas de corte e costura para produzir e personalizar os figurinos e camisetas, assim como produzir coletivamente o estandarte do projeto, valorizando a riqueza da cultura afro-brasileira e indígena e sua influência na construção identitária brasileira.

Oficina de Grafite
Oficineiro: Andrigo Martins
Carga horária: 2h semanais
Dia da semana: Quintas-feiras
Horário: 20h – 21h on-line e ao vivo
Duração: 03 meses
Experiência em artes visuais por meio da técnica do grafite, estilizando as latas que servirão como instrumentos de percussão, técnicas de utilização do spray, caligrafia, estudo do espaço cênico e desenvolvimento de objetos cênicos.

Arte do projeto: Criado pela designer Paulinha Suzuki, a arte do Cirandeira Criativa traz círculos que sinalizam as rodas da ciranda, com uma máscara com elementos afros e indígenas, mas que ao mesmo tempo pode ser vista como uma semente. O vermelho evoca o elemento terra, o amarelo alude ao Brasil, os olhos são búzios, solicitando um olhar especial e, com os raios, a expansão dessa semente cirandeira.

Ficha Técnica
Produtora Cultural – Florencia Del Carmen Nieto | Lynch Gestão Cultural
Diretora Artística e Oficineira de Dança e Arte Popular – Vanessa Carraro
Oficineiro de Percussão e Arte Popular – Cristiano Nunes
Oficineira de História – Carina Monteiro Dias
Oficineiro de Customização – Franciele Hermoza
Oficineiro de Grafite – Andrigo Martins
Designer Gráfica – Paulinha Suzuki
Produtor Audiovisual – Leonardo Vivan
Fotógrafa – Tatiele Sperry
Músico e Cantor – Dan Ferretti

Fonte: Assessoria de Imprensa / Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here