A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego (Sdete) realizou de 15 a 22 de outubro as visitas às empresas que passaram para a segunda fase do Prêmio Jovem Talento Empreendedor (PJTE) 2019.

Ao todo, o PJTE recebeu 34 inscrições neste ano em quatro categorias: Indústria, Comércio, Serviços e Agronegócio. Desse número, 15 instituições passaram para a segunda fase. O objetivo é incentivar, valorizar e reconhecer jovens empreendedores de Caxias do Sul com idade entre 18 e 35 anos, proprietários ou administradores de empresa com sede no município com no mínimo um ano de atividade.

A professora e pesquisadora da Universidade de Caxias do Sul (UCS), Elóide Teresa Pavani, 48 anos, foi uma das avaliadoras de 2019. “Percebi das participantes do ano passado para as deste ano que as empresas estão mais maduras, com mais tempo no mercado. Tivemos inscrições de seguimentos diferentes e ficamos até com uma certa dificuldade na comparação, pois são muito diversificadas”, disse. “O prêmio é importante, um destaque que dá a oportunidade das empresas aparecerem e divulgarem mais seus serviços. É uma forma de motivar os demais jovens que são empreendedores a perceber que não há idade para ter o seu próprio negócio”, resumiu Elóide.

Viviane de Cesaro, 34 anos, sócia de uma empresa que está concorrendo na categoria de Serviços, avalia o PJTE positivamente. “Ao preencher os requisitos para o prêmio, eu queria saber como estávamos como empresa, para dar um passo a mais, se iríamos ampliar. Eu acho muito interessante este movimento de mulheres jovens que estão à frente de novas empresas concorrendo”, opinou.

A professora universitária da UniCesumar, Dagmara Petry de Lourenço, 38 anos, concorda com Viviane. “Em um contexto geral, as empresas são fortes concorrentes para ganhar o prêmio. É importante passar a mensagem de que as iniciativas conseguem sair do papel e que grande parte delas acaba montanto seu projeto, tendo uma idealização muito fantástica”, expressou Dagmara.

Yuri Piecha Caldeira, 26 anos, sócio de outra empresa que concorre na categoria de Serviços, se sente motivado com ações como o PJTE. “O prêmio é um agente motivador não só para a empresa que ganhar, pois acredito que este é um mérito por todas as dificuldades e impasses do dia a dia de ser um empresário no Brasil. É um grande impulsionador para que os jovens empreendedores não desistam e os ganhadores devem ajudar outras empresas a desenvolverem mais soluções, além de auxiliar a comunidade em que estão inseridos”, reforçou Yuri.

Marlon Indicatti Vargas, 32 anos, proprietário de empresa que também disputa a categoria de Serviços, reconhece o esforço da Sdete e dos parceiros em reconhecer os microempresários. “O prêmio é um reconhecimento pelo trabalho que já venho desempenhando a um tempo. Este ano está sendo mágico para mim, pois muitas coisas boas estão acontecendo. Minha marca foi feita com as minhas próprias mãos e hoje estou sendo reconhecido por tudo o que construí”, refletiu Marlon.

A solenidade de entrega dos troféus e certificados do PJTE ocorrerá durante a IX Semana Municipal do Empreendedorismo, no dia 05 de novembro, às 19h, no teatro da Faculdade da Serra Gaúcha – FSG.

Mais informações na Sdete pelo telefone (54) 3218-6000, ramais 6330 e 6394, ou pelo e-mail sdete@caxias.rs.gov.br

Fonte: Assessoria de Imprensa / Fotos: Reprodução Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here