O pesquisador Adeliano Cargnin é o novo chefe-geral da Embrapa Uva e Vinho (Bento Gonçalves, RS). O mandato será de dois anos, prorrogável pelo mesmo período por mais duas vezes, por decisão da Diretoria da Embrapa, podendo chegar a seis anos no total. A data da cerimônia de transmissão e posse, que acontecerá em formato virtual, ainda será marcada pelo Gabinete do Presidente da Embrapa, mas o pesquisador já passa a exercer oficialmente o cargo a partir do primeiro dia de maio de 2021.

Desde janeiro de 2018, Cargnin estava à frente da Chefia de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Embrapa Uva e Vinho. Ele substitui o chefe-geral da Unidade, José Fernando da Silva Protas, que, a pedido da Diretoria Nacional da Embrapa, ocupou o cargo interinamente desde março de 2019. Protas retorna para as suas atividades como pesquisador na área de Socioeconomia, após mais de quatorze anos em cargos de gestão na Unidade.

Integrando a equipe de gestão, o pesquisador João Caetano Fioravanço assume a Chefia de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, e seguem na chefia Marcos Botton, à frente da Transferência de Tecnologia, e Joelsio José Lazzarotto, na Administração.

Trajetória e perfil
Adeliano Cargnin possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Pelotas (2003), mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal) pela Universidade Federal de Viçosa (2005) e doutorado em Genética e Melhoramento pela Universidade Federal de Viçosa (2007). Ingressou na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária em abril de 2007, como pesquisador na Embrapa Cerrados (DF), na área de Recursos Genéticos e Melhoramento Vegetal.

Já em seu primeiro ano de empresa estava envolvido na gestão. Além de integrar o comitê gestor e a vice-liderança do Projeto de Agroenergia, foi supervisor substituto do Núcleo de Produção de P&D em produção vegetal e membro substituto do Comitê Técnico Interno (CTI), estrutura tanto deliberativa como consultiva, que acompanha a correta condução de todos os projetos, desde a concepção até a apresentação de resultados.

Em junho de 2010, foi transferido para a Embrapa Trigo (Passo Fundo – RS). Na unidade assumiu a liderança e a gestão do projeto em Rede “Bancos Ativos de Germoplasma de Cereais”, além de atuar diretamente em projetos de melhoramento genético de trigo e também ser membro do Comitê Técnico Interno (CTI).

Desde 2014 está atuando na Embrapa Uva e Vinho (Bento Gonçalves – RS). Liderou o projeto Seleção de clones de variedades viníferas visando maior qualidade dos vinhos de Indicações Geográficas, que já está na fase II. Em janeiro de 2018 assumiu a Chefia de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação

Fonte: Assessoria de Imprensa / Foto: Divulgação / Embrapa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here