O escritor e jornalista Rodrigo De Marco lançou no sábado (16/01) seu segundo livro de poesias. A obra, intitulada ´Imerso´(Editora Metamorfose, 120 páginas) foi apresentada em sessão de autógrafos no Nosferatu Pub, em Bento Gonçalves.

São 88 poemas escritos a partir de 2018, versando sobre amores, desilusões, angústias, perdas e sobre o próprio fazer literário. Também está disponível a versão em audiolivro;

“Escrever Imerso não foi tarefa simples. Costumo dizer que foi preciso mergulhar em águas turvas. Comparado ao meu primeiro livro, com certeza olhei de forma mais profunda para os meus sentimentos. É como um filme de Almodóvar, um verdadeiro quebra-cabeças em que as peças vão se colando aos poucos e dessa confusão sai algo bonito e verdadeiro. Acima de tudo, é um livro verdadeiro”, afirma o autor.

No dia do lançamento, também foi disponibilizada a versão em audiolivro de Imerso, gravada pelo jornalista Ronaldo Bueno. “Ainda que o conteúdo seja idêntico ao do livro impresso, trata-se de uma nova roupagem. Os versos deixam as páginas e ganham voz, ritmo de leitura e até mesmo o silêncio das pausas. Espero que o público goste da experiência de ouvir poesia no streaming”, destaca Bueno.

“Inicialmente, decidi fazer o audiolivro pensando na acessibilidade, nas pessoas que não poderiam ler, mas que teriam a oportunidade de escutar as poesias. Depois, percebi que não seria somente por isso, mas também uma experiência diferente para desfrutar o livro”, complementa De Marco.

Produzida pelo designer Cristian Cechin Teixeira, que também assina o projeto gráfico do livro, a arte de capa dialoga com a temática intensa dos poemas, trazendo a modelo Nancy Groff submersa em água, rodeada de pétalas e de olhos fechados.

A imagem é fruto de um ensaio realizado pela fotógrafa Jordana Petrella no Dall’Onder Grande Hotel, de Bento Gonçalves, que cedeu sua estrutura para a produção. “Seus textos são instigantes, pessoais e muito profundos. Na criação visual, meu desafio foi traduzir o lado humano da obra, buscando criar proximidade com o público, de forma que o leitor sinta uma conexão com o autor e suas poesias”, conta Teixeira.

Quem assina o texto de apresentação, na orelha do livro, é o jornalista e escritor Juremir Machado da Silva. No seu entendimento, Imerso “é também um livro sobre rupturas. Não é o trabalho de quem observa os errantes no mundo? Cada poema confronta o leitor com as bifurcações da vida”. A obra conta ainda com prefácio da professora Karine Pinto do Amaral e contracapa escrita pela cantora e compositora Tiê.

Após o lançamento, o livro estará disponível para venda em livrarias de Bento Gonçalves (Dom Quixote), Caxias do Sul (Do Arco da Velha) e Porto Alegre, além de comercialização no site da Metamorfose (www.editorametamorfose.com.br) e na Amazon. Imerso teve financiamento do Fundo Municipal de Cultura de Bento Gonçalves.

SOBRE O AUTOR

Nascido em Bento Gonçalves (RS) em 24 de agosto de 1990, Rodrigo De Marco é jornalista graduado pela Universidade de Caxias do Sul (UCS) e pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). Com ampla bagagem cultural, tem trabalhos na literatura e no cinema. Em 2017, lançou seu primeiro livro, a coletânea de poesias Escritos da Carne, com enfoque no erotismo. Dirigiu e foi corroteirista do curta-metragem Lola 27, lançado em 2019, que conta a história de uma drag queen gaúcha. De Marco também é reconhecido pela atuação no jornalismo. Em 2019, foi finalista do 61º Prêmio ARI/Banrisul de Jornalismo, o mais importante do Rio Grande do Sul. Imerso é seu segundo trabalho na poesia.

Crédito: Ronaldo Bueno / Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here