A presença de fungos dispersos no ar atinge roupas, móveis e paredes. Esses microrganismos que causam manchas feias e deixam cheiro ruim, surgem em ambientes com umidade alta, causando prejuízos à saúde e financeiros também.

Durante o inverno e épocas de chuva a presença do mofo se torna mais comum. Em dias mais frios costumamos deixar a casa fechada, com isso os cômodos se tornam úmidos, escuros e com pouca (ou nada) ventilação.

Se durante a obra foram executadas as impermeabilizações necessárias para evitar o surgimento extra de umidade e se não há vazamentos nas tubulações e nem infiltrações, você precisa aprender a lidar com o clima e adotar medidas na rotina para evitar esse problema.

Existem receitas caseiras que podem amenizar o problema de quem já sofre com o fungo e também cuidados diários, como utilização de giz, carvão, tinta anti mofo, verniz anti fungo.

Vamos a algumas dicas:

  • Faxina: Limpe os armários ao menos uma vez por mês, deixando as portas abertas para ventilar e movimentar as roupas e objetos, deixando o ar circular.
  • Guarde roupas e calçados de forma adequada. Caixas e sacos plásticos vedam a circulação de ar. O ideal são capas de TNT.
  • Aumente a circulação de ar em TODOS os cômodos, INDEPENDENTE DO FRIO QUE ESTÁ. “Lacrar” a casa ajuda a deixá-la quentinha, ótimo ambiente para se sentir confortável, nós e os fungos. Por isso, pela manha ou final do dia, deixe portas e janelas abertas. A troca de ar é necessária para a saúde e evita a proliferação desses bichinhos indesejáveis.
  • Absorventes de umidade. Saquinho de sílica, giz ou sal grosso são opções para absorver a umidade. Deixe em prateleiras, gavetas e aonde achar necessário e troque de três em três meses no máximo. Caso ficar muito úmido antes desse tempo é sinal de que a umidade esta muito alta e precisa de atenção.
  • Casa sempre limpa. Caprichar na limpeza não é apenas tirar o pó e passar pano. É necessário desinfetar os ambientes, principalmente os mais úmidos, como cozinha e banheiro, e também os que tem acesso direto a esses espaços. Na hora da limpeza, utilize água sanitária com vinagre. Após, passe um pano seco, garantindo que o que você limpou não ira piorar.
  • Evite moveis encostados nas paredes. Quando for projetar e posicionar os móveis, o ideal é mantê-los ao menos 2 cm afastados das paredes. Contrate um profissional que se preocupa com a questão do mofo e possa direcioná-lo para as melhores opções na execução do mobiliário, como optar por empresas que trabalhem com fundo revestido nas duas faces e todos os lados bordeados. Isso interfere no custo final? SIIIIM…mas também alivia as dores de cabeça e os cheiros. Custo x Beneficio excelentes!!!

Não existe mágica para resolver o problema de mofo.

Se não há vazamento e infiltração, deixe a casa sempre aberta e arejada.

Utilize desumidificadores nos ambientes com orientação solar prejudicada (principalmente Sul) e/ou ventiladores que ajudam na circulação de ar.

Não temos como prever a umidade que terá na nossa cidade e região, mas temos como cuidar da nossa saúde e da nossa casa.

Fonte: Leouve / Foto: Reprodução Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here