Foi confirmada a morte, aos 60 anos, do jornalista, escritor e cronista gaúcho David Coimbra, aos 60 anos de idade, nesta sexta-feira (27). A morte ocorreu em Porto Alegre, onde ele estava morando nos últimos anos. Coimbra lutou por cerca de 10 anos contra o câncer.

O comunicador estava internado desde domingo (22) no Hospital Moinhos de Vento para tratar um câncer no rim descoberto em 2013

O apresentador estava afastado temporariamente das atividades que exercia na rádio Gaúcha, em GZH e no jornal Zero Hora, para tratar da doença. O jornalista não participava do programa ‘Timeline’ desde 14 de fevereiro.

Ele é autor dos romances ‘Canibais – paixão e morte na Rua do Arvoredo’ (2004) e ‘Jô na estrada’ (2010), dos livros de ensaios históricos ‘Jogo de damas’ (2007) e ‘Uma história do mundo’ (2012), das coletâneas de crônicas ‘Mulheres!’ (2005) e ‘Um trem para a Suíça’ (2011), entre outros.

A última obra é o livro ‘Hoje eu venci o câncer’ (2018), em que David relata como descobriu a doença e quais métodos o ajudaram no tratamento.

David deixa a esposa, Márcia, e o filho, Bernardo, de 13 anos.

Fonte: Leouve / Foto: Reprodução Internet / Lívia Stumpf / Especial

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here