Por razões contratuais, Fernanda Diniz ainda não pode dar maiores detalhes sobre a personagem que fará na sequência de “Malévola”. A continuação já começou a ser filmada em Londres, e a brasileira, nascida em Manaus, na Amazônia, tem muitas razões para comemorar. Entre elas, trabalhar ao lado de Angelina Jolie, de quem sempre foi uma fã confessa.

“Jolie é uma inspiração para muitos. Eu não costumo tietar ninguém, porque acredito que cada pessoa tem algo muito especial e único para aportar ao mundo. Mas a admiro muito, em especial pelo trabalho humanitário que ela faz, sempre usando as plataformas da mídia para causas realmente importantes. Tenho certeza que vou aprender muito com todos os atores incríveis desse filme e estou amando estar nessa aventura, é um sonho de criança realizado! Os filmes da Disney são os meus favoritos até hoje”, conta ela, de Portugal, onde mora sua família.

Fernanda conta que para o teste não ficou nervosa e deixou fluir. “O teste foi bem simples e fui seguindo as indicações do diretor de casting. Nesse tipo de produção, eles não dão muitos detalhes para não vazar informação. Mas como sempre, vou positiva e penso: ‘vou dar o meu melhor, se tiver que ser meu será!’, justifica ela, que espera se divertir: “Agora aceito o que o universo me oferece, óbvio que fazendo o trabalho de casa da melhor forma que posso. O melhor presente que me ofereci foi aprender a meditar e essa ‘ferramenta’ me ajuda a manter a calma e positividade em muitos momentos de provas”.

Além da meditação e do estudo, claro, Fernanda conta com uma beleza avassaladora. Morena, olhos rasgados, a atriz diz que nunca foi posta na prateleira de tipos exóticos. “Felizmente, nunca me senti categorizada como exótica, vou tendo oportunidades de fazer papéis bem variados. Já fiz italiana, espanhola, marroquina, venezuelana etc… acho que depende mais das aptidões para línguas e sotaques. E como falo fluentemente inglês, espanhol e italiano, sempre abrem mais portas. Agora estou me dedicando a aprender o sotaque britânico, desejem-me sorte”, enumera.

Voltar a trabalhar no Brasil não está descartado: “Comecei a minha carreira de atriz aí no Brasil, fazendo participações na ‘Malhação’ e em outras novelas da Globo. Também estudei teatro no Rio de Janeiro antes de mudar para Portugal, aos 16 anos. Paralelamente, comecei uma carreira de modelo e, como morei em vários países, aproveitei para estudar teatro e línguas por onde passava. Não voltei a trabalhar no Brasil, mas tenho muita vontade e visito sempre que tenho oportunidade. Tenho uma ligação forte com as minhas raízes no Amazonas”.

Fonte: Extra / Foto: Reprodução Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here