O exemplar da espécie Puma Concolor que vive no Jardim Zoológico da Universidade de Caxias do Sul (JAZO) foi submetido a exames de sangue e de imagem nesta segunda-feira, 12 de abril. Por ser um animal de idade avançada (17 anos), e com aproximadamente 48 quilos (ele divide o posto de maior animal do Zoo com a ema), os veterinários decidiram realizar os procedimentos em sua jaula, com o mínimo possível de estresse. Check-ups são rotina na dinâmica do zoológico – nesse caso, os exames também foram importantes pela idade do animal e por estar apresentando problemas nas articulações, segundo a veterinária responsável Juliana Pletsch.

As ações foram acompanhadas por cinco profissionais, dentre eles, as veterinárias Caroline Nesello, Laís Fleck e Larissa Cecconello, a professora de diagnóstico por imagem Claudia Giordani, responsável técnica da Clínica Veterinária de Animais de Pequeno Porte, e a bióloga responsável pelo zoológico, Claudia Borges Machado, além de alunos estagiários e funcionários do JAZO. Tudo foi feito com muita calma, respeitando o espaço e as necessidades do animal. O objetivo era mantê-lo sedado pelo menor tempo possível, para uma recuperação rápida e tranquila.

Desde 2003, quando foi resgatado pela polícia ambiental de Vacaria, o puma reside no Zoológico da UCS. Quando chegou, estava domesticado e por esse motivo não pôde voltar para seu habitat. Na natureza, esses animais passam de um a dois anos sendo treinados pelos pais, aprendendo a caçar e se defender durante a vida.

No Zoo da UCS, o felino recebe tratamento dedicado e qualificado, com alimentação balanceada que consiste em carne de gado, porco, frango e suplementos alimentares. A bióloga responsável pelo local, Claudia Borges Machado, contou que os animais que estão na Instituição têm acesso à medicina preventiva, ou seja, tratamentos com o objetivo de prevenir doenças comuns. Durante a realização dos exames, o animal foi tratado com todos os cuidados necessários, sendo exposto ao mínimo possível de mudanças em sua rotina.

Para o coordenador do Zoológico da UCS, professor Leandro Ribas, o procedimento realizado integra as metas de monitoramento da saúde do plantel do ambiente, a fim de garantir o bem-estar animal. “Vale destacar que a ação envolveu a CVET-UCS e o JAZO, com equipes de variadas especialidades, compondo parte do Complexo Veterinário em Saúde Animal que a UCS oferta a comunidade e aos seus alunos. O JAZO está em fase de projetos para ampliação de estrutura e serviços voltados à conservação ambiental”, complementa.

Fonte: Setor de Imprensa / Fotos: Claudia Velho / Gabriela Zanesi / Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here