A juíza Danielle Galhano Pereira da Silva concedeu a Duda Reis, 18 anos, medidas protetivas de urgência contra o ex-noivo, Nego do Borel, 28 anos. Sendo assim, o funkeiro não poderá se aproximar da atriz nem da família dela (os pais Simone de Carvalho Reis Barreiros e Luiz Fernando Luz Barreiros e também a irmã da atriz, Amanda Reis Barreiros), nem ter nenhum tipo de contato com eles.

As advogadas criminalistas, a ex-BBB Gizelly Bicalho e Izabella Borges, que representam a atriz, requisitaram à Justiça na última quinta-feira, medida protetiva com base na Lei Maria da Penha, de modo que Nego do Borel não poderá contactá-la, muito menos se aproximar dela.

A determinação da Justiça acontece após Duda Reis fazer um boletim de ocorrência contra Nego do Borel na 1ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher ), em São Paulo e dizer à policia que o funkeiro ameaçou a ela e aos pais de morte.

No depoimento, a atriz faz acusações sérias ao ex-noivo, como estupro de vulnerável, ameaça com faca, injúria, agressões, lesão corporal, e o acusa até de transmissão de HPV (infecção sexualmente transmissível).

“Ante o exposto, concedo as seguintes medidas protetivas de urgência:

a) proibição de aproximação da ofendida, de seus pais Simone de Carvalho Reis Barreiros e Luiz Fernando Luz Barreiros e irmã, Amanda Reis Barreiros, pela distância mínima de 500 metros;

b) proibição de contato com a ofendida, com seus pais Simone de Carvalho Reis Barreiros e Luiz Fernando Luz Barreiros e irmã, Amanda Reis Barreiros por qualquer meio de comunicação (e-mail, mensagem de texto, telefone, carta, redes sociais e, inclusive, interposta pessoa);

c) proibição de frequentação de locais que a ofendida, seus pais Simone de Carvalho Reis Barreiros e Luiz Fernando Luz Barreiros e irmã, Amanda Reis Barreiros, costumam ir ou estejam (residência, local de estudo, trabalho e/ou lazer), mesmo que tenham chegado anteriormente ao local;”, diz o trecho sobre a medida protetiva concedido pela juíza.

Duda Reis compareceu à Delegacia de Defesa da Mulher, em São Paulo, na última quinta-feira e formalizou as acusações que já havia citado nas redes sociais contra Nego do Borel. No relato aos agentes, ela deu mais detalhes e narrou episódios de abuso, agressões e ameaças que diz ter passado durante o relacionamento com o cantor. Num deles, a atriz e influenciadora de 19 anos alega que encontrou um fuzil e uma grande quantidade de dinheiro em espécie na casa do artista.

“Que ao término da relação, em dezembro de 2020, a vítima descobriu constantes traições por parte do autor e passou a temer pela sua vida e de seus familiares, após diversos abusos. Que descobriu na residência do autor, uma arma fuzil e um cofre com 2 milhões de reais em espécie”, consta do relato no boletim de ocorrência obtido pelo Extra.

De acordo com o documento, Duda acusa o ex-noivo de estupro de vulnerável, ameaça, injúria, lesão corporal, além de alegar que contraiu HPV (infecção transmitida através do ato sexual), em decorrência de relações extra-conjugais mantidas por Nego durante o período em que estavam juntos.

Segundo a Polícia Civil de São Paulo, a Justiça analisa os pedidos de medidas protetivas em relação a Nego. Ainda conforme ressalta o órgão, foi instaurado um inquérito para apurar as acusações feitas pela influenciadora.

A equipe da unidade instaurou inquérito policial para investigar e esclarecer todos os fatos. Foram solicitadas ao Poder Judiciário as medidas protetivas para a vítima, que estão em análise judicial”, diz um trecho do comunicado da Polícia Civil de São Paulo.

No boletim, Duda falou sobre episódios em que fora agredida – num deles, por exemplo, afirma que o cantor estava sob o efeito de entorpecentes -, além de ter mantido relações sexuais não consentidas com o noivo, enquanto estava “dopada”, sob efeito de remédios. Diz ainda que foi obrigada a negar as agressões e a se distanciar da família, contra quem, ainda conforme contou a jovem, Nego teria proferido ameaças de morte.

“Que a vítima informa que o autor a forçava a romper relacionamentos com a família e amigos e que, em razão do relacionamento conturbado entre vitima e família, o autor ameaçava o pai, a mãe a irmã da vítima, dizendo que a vítima deveria ficar quieta se quisesse o bem da família. O autor dizia que a briga da vítima era de ‘cachorro grande’ e que eles iriam acabar mortos ou o autor os mataria. A vítima informa que teme por sua integridade física pois o autor presenciou chamadas de vídeo para presidiários”, consta de outro trecho do boletim.

Nego do Borel admitiu que traiu a ex-noiva. Ele, porém, negou as outras acusações. Em vídeo publicado na última quinta-feira, disse que “nunca agrediu ou praticou qualquer tipo de violência contra ela”.

O artista acrescentou que a separação foi em comum acordo e que, após o rompimento, os dois mantinham a relação como amigos. Afirmou não entender o motivo de Duda estar “fazendo isso”, além de exibir prints de conversas entre os dois.

“Nao quero ficar nas redes sociais denegrindo as imagens dela. Mas, se é para me defender, mostrar quem eu sou, vou até o final e brigar por isso”, diz ele, que reiterou estar tomando “todas as medidas legais” para provar que ele “não é esse cara que ela está falando”.

Fonte: Globo / Foto: Reprodução Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here