“A História do Disco” traz a jornalista, atriz e cantora Bruna Paulin e convidados falando sobre música, entrevistas, discos e histórias, pelo Spotify, que teve início no dia 8 de setembro e a cada terça-feira traz um conteúdo novo. O projeto traz diversas histórias, tanto sobre a produção de álbuns de diversos estilos e momentos da história da música, “como também como esses discos fazem parte das nossas vidas”, conta a jornalista.

Para acompanhar, basta acessar o link https://open.spotify.com/show/46g6Wdg2Iqw2V6uW2ua19r?si=sqvh37hrR6Slw-b3zUhXsQ

“A ideia foi aproximar meu amor à música e discos de vinil e às histórias que trazemos com um disco que gostamos muito. Todo disco tem uma história, seja ela de como foi criado, seja da primeira vez que o ouvimos”, diz a Mestre em Comunicação pela PUCRS, onde desenvolveu pesquisa sobre The Beatles e The Rolling Stones e a construção das imagens das duas bandas através de periódicos britânicos. “A História do Disco” é resultado de anos de pesquisa na área, somados a um novo momento profissional, onde ela tem se dedicado também à produção de conteúdo em áudio. Desde o início de 2020, Bruna tem desenvolvido podcasts para projetos, empresas e instituições, como CHC Santa Casa, Casa de Cinema de Porto Alegre e a produtora Rompecabezas, responsável pelo portal Noite dos Museus, do qual é editora. Além de histórias oficiais e curiosidades, os ouvintes poderão conferir entrevistas com personalidades que trazem histórias de seus discos favoritos.

No primeiro episódio, “With the Beatles”, já no ar em diversas plataformas de streaming, ela conta sua história com o primeiro disco que chamou sua atenção, ainda na infância. “Eu tinha quatro ou cinco anos, meu pai chegou do supermercado com quatro discos – “Help”, “A Hard Days’ Night”, “Abbey Road” e “With the Beatles”. A partir dali, minha vida e minha relação com a música mudou completamente. Devo a esses quatro elepês minha paixão pelos quatro rapazes de Liverpool, meu amor pela cultura britânica, minha maneira de encarar música e performance, minha carreira de jornalista e pesquisadora e também de artista. Fiquei tão fascinada e apaixonada que dizia às pessoas que seria cientista quando crescesse, pois precisava ressuscitar John Lennon para os Beatles voltarem – esse é meu nível de amor por essa banda. Essa era a única opção para omeçar “A História do Disco”, revela.

Além dos episódios em podcast, é possível acompanhar o projeto através de perfil no Instagram (@ahistoriadodisco), onde a pesquisadora traz relatos de coleções, dicas de lojas de discos pelo mundo e diversas curiosidades. A arte do podcast é assinada pelo artista visual Librae. No segundo episódio, que vai ao ar nesta terça-feira, 15 de setembro, o público poderá conferir um bate-papo com o ator e diretor Guilherme Weber.

Fonte: CorreiodoPovo / Foto: Reprodução Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here