Quando foi lançado para o estrelato em 1977, com a estreia do primeiro “Star Wars”, Harrison Ford já tinha 34 anos. Mais de quatro décadas depois, por mais que a tecnologia tenha evoluído, a Disney não teve muita opção a não ser substituir o ator, agora com 75 anos, em um filme cuja história se passava antes mesmo de “Uma nova esperança”.

Por isso, “Han Solo: Uma história Star Wars” estreia esta quinta-feira (24) no Brasil com novas versões de personagens clássicos. Além de trocar o protagonista, Lando Calrissian e Millenium Falcon aparecem com caras novas – e até por baixo da máscara e pêlos de Chewbacca há novidades.

O americano Alden Ehrenreich, de 28 anos, foi o escolhido para a difícil missão de substituir Ford no papel do contrabandista espacial. Conhecido por sua participação em “Ave, César!” (2016), dos irmãos Coen, o ator não tem muitos personagens grandes no currículo, o que deixou fãs aflitos com a escolha. E com alguma razão. Algumas publicações especializadas americanas afirmam que a produção teve de contratar um conselheiro de atuações para ajudar Ehrenreich a atingir uma imitação aceitável de Ford. O esforço compensou e ele entrega um Han que não decepciona, mesmo que não seja brilhante.

Sinopse: As aventuras do emblemático mercenário Han Solo (Alden Ehrenreich) e seu fiel escudeiro Chewbacca (Joonas Suotamo) antes dos eventos retratados em Star Wars: Uma Nova Esperança, inclusive encontrando com Lando Calrissian (Donald Glover).

Fonte: G1 / Foto: Reprodução Internet

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here