Bebida símbolo da nossa cultura e tido como símbolo da hospitalidade sulista, ainda hoje o consumo generalizado do chimarrão é um hábito fortemente arraigado no Brasil. Legada pela cultura indígena, os primeiros povos a fazerem uso da erva-mate foram os índios guaranis e os caingangues. Advindo do espanhol cimarrón, o #chimarrão (termo adotado no Brasil) é também chamado de ‘mate’ (termo oriundo do quíchua mati) em países de língua castelhana.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Uma 3curiosidade sobre o chimarrão é que ele já foi muito controverso há uns anos, sendo até proibido no século XVI. Chamada de “erva do diabo” pelos padres jesuítas, essa bebida ficou bastante tempo fora de circulação. Até que no século XVII voltou a ser liberada por medo da população indígena começar a consumir bebidas alcoólicas além da conta. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Os jesuítas espanhóis, nas Missões, organizaram o cultivo e a produção da erva-mate e passaram a abastecer os colonos espanhóis em toda a bacia platina (#Argentina, #Paraguai, #Uruguai e Rio Grande do Sul), conseguindo grandes lucros com o comércio da erva. Os jesuítas destacaram-se na produção da erva, pois seus métodos de produção permitiam-lhes obter uma erva-mate de qualidade muito superior à de outros produtores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here