A sensibilidade e a força da mulher são fundamentais para o sucesso do cooperativismo. Valorizando essa importante contribuição feminina, a Cooperativa Vinícola Garibaldi realizou o encontro temático Garibaldi Mulher, no dia 25 de novembro, na Associação dos Motoristas de Garibaldi. A programação teve palestras sobre presente e futuro do cultivo e processamento da uva e princípios do cooperativismo, além de palavras de carinho do Frei Jaime Bettega. A solidariedade também teve espaço garantido na promoção, com a arrecadação de alimentos para o projeto Mão Amiga.

As convidadas tiveram a oportunidade de conhecer o panorama de dados atualizados da Cooperativa, apresentados pelo presidente, Oscar Ló. Atualmente, são 440 famílias associadas, que cultivam uma área de 1.100 ha, produzindo e colhendo entre de 25 e 30 milhões de quilos de uva. Essas frutas são utilizadas na elaboração dos 87 produtos que a marca oferece ao mercado. A estimativa de comercialização até o fim do ano é de 18,1 milhões de litros ou 2,52 milhões de caixas.

Outro número importante compartilhado foi o total de 99 premiações conquistadas, até essa data, pelos rótulos da Cooperativa Vinícola Garibaldi em 2021 em concursos brasileiros e internacionais – reflexo da busca pela excelência em cada processo produtivo, conforme destacou Ló. “Precisamos ter tecnologia e profissionais capacitados para elaborar bons produtos, mas esse processo começa, sem dúvida, graças à qualidade da uva entregue pelo associado. Temos um projeto para ser rentável pelos próximos 20, 30, 50 anos, basta cada um fazer a sua parte. Somos uma jovem senhora de 90 anos e quero fazer um pacto de estarmos aqui em 90 anos”, brincou.”, finalizou.

Mulheres no cooperativismo

A programação seguiu com a gerente de controladoria, Elizabeth Chiminazzo Rossi, conversando sobre a importância e a representatividade das mulheres no cooperativismo. Ela trouxe dados que apontam a participação feminina na Cooperativa Vinícola Garibaldi é maior do que a média nacional dentro do agronegócio: 16%, ante 15% no Brasil, sendo 70 do total de 440 associados. A pluralidade está presente no quadro de funcionários: são 103 homens e 100 mulheres.

Mesmo com os números positivos, ainda é possível avançar, e por conta disso foi realizado, em âmbito nacional, o 1º Encontro das Mulheres Cooperativistas, através da Federação das Cooperativas Vinícolas do Rio Grande do Sul (Fecovinho) e da Sicredi. Nele, destacou Elizabeth, foram elencadas demandas como a criação de um comitê de mulheres, cursos de capacitação e a maior participação feminina como um todo. “A mulher tem o lado mais carinhoso, de conversar com a família, e por isso tem um papel muito importante na cooperativa”, finalizou a palestrante.

Fonte: Exata Com / Foto: Reprodução internet

Presidente Oscar Ló e Jaime Bettega

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here