A Feira do Livro de Porto Alegre, que chega a sua 65ª edição, foi lançada na manhã desta quarta-feira, na Fábrica do Futuro.

Reunindo imprensa, ex-patronos, autores e convidados, o evento contou com público expressivo. O presidente da Câmara Riograndense do Livro, Isatir Antonio Bottin Filho, abriu a cerimônia de lançamento manifestando seu otimismo frente a edição, que deverá receber na Praça da Alfândega, entre os dias 01 e 17 de novembro, um público na ordem de 1,2 milhão de pessoas. Este ano serão 106 expositores, um a mais do que em 2018. A parceria é com o Ministério da Cidadania e Secretaria Especial da Cultura. Representando esta pasta, a secretária Beatriz Araújo abordou o tema central, a curiosidade, enfatizando que “é a curiosidade que nos move a abrir a página de um livro”.

Reiterando a importância da Feira, já posicionada como a mais antiga do País e a única da América Latina sem interrupção ao longo deste período, a secretária de Cultura elencou algumas das atividades da Feira que deverão versar sobre histórias, inclusão e acessibilidade. “Vamos ter inclusão em todos os setores, da equipe à programação e acessibilidade também em nossa equipe e nos espaços físicos da Feira”.

A campanha publicitária foi desenvolvida pela designer gráfica Daiane Christ, sob a tutela do Co.De Áudio e Vídeo, a Central de Imagem e Som da ESPM, com coordenação do professor Douglas Barra. Também sob o guarda-chuva da “curiosidade”, foram desenvolvidas peças como camisetas, convites, crachás, guia, mapa com indicação das barracas, marcador de página, papel timbrado, sacola e banner. Daiane Christ sublinhou o mote da campanha, personificada “pelo brilho do olhar de quem é curioso”, passando por um mapa do tempo sobre principais fatos e personagens que marcaram época, entre eles Leonardo Da Vinci, que inspirou a criação da campanha.

Na programação da Feira, estão previstos debates, temas sobre indígenas, questões de gêneros, com diversidade em música, cinema, história e biografias. Os países participantes, ao lado do Brasil e autores gaúchos são Suécia, Argentina, França, Angola e Alemanha. Ampla programação também está prevista para o segmento infanto-juvenil, com a tenda das Mil e Uma Noites, Biblioteca Moacyr Scliar, espaço Carlos Urbim, encontros para alunos do ensino médio e Arena de Inovação entre outras opções. A Estação de Acessibilidade da Feira ficará junto ao balcão de informações.

O ponto alto do lançamento foi a divulgação da Patrono de 2019. Maria Carpi, a Patrona de 2018, anunciou o nome de Marô Barbieri, aplaudida pela plateia. Ela encerrou o lançamento em clima de emoção, agradecendo a indicação. A professora, contadora de histórias e escritora infantil afirmou estar “imensamente grata a este convite que vai preencher minha vida. A vida é repleta de momentos de alegria. O que torna a nossa vida plena são estes momentos de felicidade. Muito obrigada por terem me dado mais lindos momentos de felicidade”. (Clarisse Ledur)

Fonte: OSul / Foto: Reprodução Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here