Que histórias podem ser contadas a partir dos encontros que acontecem em uma cidade? Existe amor no cinza das ruas? O que sobra de vida quando termina o horário de expediente? Que corpos são esses que se esbarram? O que acontece nas praças e não está nas pesquisas do IBGE? Esses são alguns dos questionamentos que motivaram a exposição “Encontros”, que abre no dia 24 de junho, na Sala de Exposições do Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho, em Caxias do Sul.

Mais do que oferecer respostas, a ideia é convidar o público a refletir sobre as histórias, memórias e sensações proporcionadas pelo espaço urbano. A mostra reúne estações artísticas que compõem um mapa afetivo de Caxias do Sul, construído a partir de textos, imagens, objetos e conteúdos audiovisuais captados em diversos endereços, como a Estação Rodoviária, o Parque dos Macaquinhos e a Praça Dante Alighieri, além de ruas centrais e periféricas. Com curadoria de Glaucis de Morais, assinam os trabalhos Darlan Gebing, Marcelo Pedroso, Vini Agliardi e Vinicius Guerra.

“A ideia desta exposição surgiu durante o isolamento social imposto pela pandemia e a partir de encerramentos de ciclos que provocaram reflexões acerca das perdas que ocorreram ao longo dos últimos dois anos. Percebi que o meu corpo e o meu estar na cidade ficaram mais sensíveis. Foi quando me dei conta do quanto um simples encontro pode transformar a vida das pessoas, e não temos noção da dimensão das mudanças que vão acontecer antes que elas aconteçam. Então comecei a olhar para as ruas como potência de criação. Uma cidade só é construída por causa dos afetos. Não são os carros ou os prédios, são as pessoas que fazem a cidade. A cidade se encontra nos encontros”, reflete Gebing.

Na abertura da exposição, marcada para as 18h da próxima sexta (24/06), os artistas promovem uma visita guiada. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 23 de junho entrando em contato com a Unidade de Artes Visuais pelo telefone (54) 3901-1316, ramais 201 e 202. Para ficar por dentro do processo artístico, também é possível seguir o perfil oficial @encontroscxs no Instagram. No endereço, também está disponível o link da playlist do Spotify que reúne as captações sonoras realizadas durante as intervenções urbanas.

Em cartaz até 24 de julho, a exposição “Encontros” conta com recursos do Financiarte 2021.

Identidade visual

A identidade visual da exposição foi desenvolvida manualmente pelo designer Vini Agliardi, a partir da troca de ideias entre os artistas. Os materiais de divulgação trazem mapas de Caxias do Sul com dizeres em linha vermelha, como se as letras costurassem um itinerário urbano. “Imaginei essa identidade feita por um processo bem manual, para lembrar a sensação do toque e da textura. Então eu produzi os desenhos em papel preto e colei a linha por cima, para construir uma ilustração analógica. Para o mapa de fundo, imprimi mapas de Caxias, amassei, rasguei e fui colando os pedaços para desenvolver um painel. Depois de tudo pronto, as produções foram fotografadas pelo Marcelo e trabalhadas digitalmente”, conta o designer.

Cronograma de atividades
Além da visita guiada na abertura, a exposição “Encontros” promove outras três atividades para o público caxiense. No dia 2 de julho, às 16h, a Caminhada Cartográfica vai percorrer os arredores do Centro de Cultura Ordovás com a finalidade de proporcionar aos participantes um momento de observação do espaço urbano com o olhar da poética dos encontros. Não é necessário inscrição prévia para participar.

“Queremos mostrar a potência de encontros que acontecem nessas caminhadas, a partir do mesmo método que foi utilizado na exposição. Cada pessoa vai poder escrever suas observações num caderno ou fazer fotos, vídeos e gravação de áudio. Depois que retornarmos ao Ordovás, vamos reunir todo esse material e criar um mapa do público”, antecipa Gebing.

Também estão previstas duas atividades de formação para a comunidade, sob o título Cartografia de si: prática poética de mapear encontros. No dia 07 de julho, o encontro será no Campus 8 da UCS, contemplando estudantes universitários, artistas, professores e público em geral. Já no dia 13, a atividade será realizada na Escola Municipal de Ensino Fundamental Manoel Pereira dos Santos, voltado para estudantes da rede pública.

Serviço
:: O que: exposição “Encontros”, de Darlan Gebing, Marcelo Pedroso, Vini Agliardi e Vinicius Guerra.
:: Quando: de 24 de junho a 24 de julho.
:: Onde: Sala de Exposições do Centro de Cultura Ordovás (Rua Luiz Antunes, nº 312, bairro Panazzolo, Caxias do Sul).
:: Quanto: entrada gratuita.

Ficha técnica
:: Projeto: exposição “Encontros”
:: Artistas: Darlan Gebing, Marcelo Pedroso, Vini Agliardi e Vinicius Guerra
:: Curadoria: Glaucis de Morais
:: Design gráfico: Vini Agliardi
:: Assessoria de imprensa: Sublinha! Comunicação
:: Produção cultural: Darlan Gebing
:: Financiamento: Financiarte 2021

Fonte: Assessoria de imprensa / Foto: Divulgação / Marcelo Pedroso

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here