Na próxima terça-feira, dia 31 de maio, as características que formam o potencial cultural e turístico de Santa Tereza ganham destaque pelo olhar do projeto Trajetórias da Serra Gaúcha: recortes da cultura e do turismo, apresentado por Ivane Fávero – mestra em turismo, palestrante e criadora do Blog Viajante Maduro.

Ivane Fávero

O projeto estreou no dia 5 de abril com novos episódios a cada terça-feira, apresentando 14 capítulos gravados em Antônio Prado, Bento Gonçalves, Carlos Barbosa, Flores da Cunha, Garibaldi, Monte Belo do Sul, Nova Prata, Pinto Bandeira, Protásio Alves, Santa Tereza, Veranópolis e Vila Flores. Os episódios poderão ser assistidos acessando o Canal do YouTube “Viajante Maduro”.

Dados da Confederação Nacional do Comércio (CNC) apontam para o prejuízo de mais de 15 bilhões de reais, entre março e dezembro de 2020, no setor turístico no Rio Grande do Sul. Trajetórias da Serra Gaúcha visa fomentar o setor, através da valorização da cultura, que é fundamental para o desenvolvimento do turismo e da região, pois os aspectos culturais e turísticos estão muitas vezes conectados.

“O Trajetórias nasce de um convite feito pelo Giovanni Mattiello para desenvolvermos juntos um trabalho de resgate da cultura material e imaterial da Serra Gaúcha, sob a perspectiva do turismo, aproveitando a visibilidade do Canal Viajante Maduro, muito forte no Instagram (@viajantemaduro). Além disso, beneficia as comunidades e os turistas que chegarão com informações mais embasadas sobre este precioso território. Foi um privilégio estar nestes municípios da Região Uva e Vinho – Serra Gaúcha, conversar com estas pessoas e visualizar este rico patrimônio. Queremos dividir isso com todos os interessados, por meio dos vídeos”, destaca Ivane.

O conteúdo é inédito a cada semana e gratuito ao público. O financiamento é do PRÓ-CULTURA – Secretaria da Cultura do Estado do Rio Grande do Sul.

Sobre a Serra Gaúcha

A história da Serra Gaúcha é marcada pela miscigenação entre ameríndios, negros e europeus. Durante dois séculos e meio, o que hoje é o Rio Grande do Sul pertenceu à Coroa espanhola por determinação do Tratado de Tordesilhas, que dividiu o Novo Mundo entre Espanha e Portugal em 1494. Posteriormente, o território gaúcho passou a Portugal, deixando rastros de uma época em que eram comuns latifúndios quilométricos, denominados Sesmarias.

Segundo o IBGE, entre 1824 e 1972, cerca de 260 mil alemães entraram no Brasil. Com a unificação italiana em 1871, a emigração tornou-se um fenômeno social na Itália. Entre 1884 e 1893, 510.533 italianos vieram para o país.

O turismo da Serra Gaúcha possui características únicas devido às trocas culturais, geografia e clima. Toda essa riqueza é apresentada por Ivane no Trajetórias.

O setor vitivinícola, por exemplo, movimenta anualmente, em média, R$ 3 bilhões, segundo a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) do estado.

Episódios:
05/04 – Caminhos de Pedra – Bento Gonçalves;
12/04 – Flores da Cunha;
19/04 – Nova Prata;
26/04 – Protásio Alves;
03/05 – Garibaldi – Centro Histórico;
10/05 – Antônio Prado;
17/05 – Monte Belo do Sul;
24/05 – Santa Tereza;
31/05 – Carlos Barbosa;
07/06 – Maria Fumaça – Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa;
14/06 – Pinto Bandeira;
21/06 – Garibaldi: A Capital Brasileira do Espumante;
28/06 – Vila Flores;
05/07 – Veranópolis.

Fonte: Relato Conteúdo / Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here