Existem várias razões para se comer alimentos crus, um pelos seus nutrientes e outra, por que não, para deixar o fogão de lado. O que talvez você não saiba, é que já existem adeptos aos alimentos crus. Esta prática chama-se crudismo, crudivorismo ou ainda “alimentação viva” ou seja, nada de comida cozida ou assada. Esta alimentação inclui sementes e grãos germinados, castanhas, frutos frescos e secos (hidratados), frutas, verduras e legumes.

Mas afinal, será que todos os vegetais/legumes devemos comer crus?
Embora podemos consumir a maioria crus , para não alterar algumas vitaminas, a ciência comprova que ao cozinhar , algumas substâncias tendem a ser assimiladas facilmente pelo nosso organismo. O cozimento aumenta as propriedades antioxidantes que ajudam a combater o envelhecimento e doenças como o câncer e os problemas cardíacos. Cozinhar mata bactérias e outros micro-organismos prejudiciais.

O que fazer então?
Use o bom senso. Consuma das duas maneiras, cruas e cozidas. Dê sempre preferências as frutas/legumes da estação pois seu sabor será mais intenso.

12 alimentos onde você vai descobrir se é melhor consumi-los crus, cozidos, ou os dois:

1. Cenoura
Benefícios: A maioria dos benefícios da cenoura pode ser atribuída ao betacaroteno e às fibras. Esta raiz é também uma boa fonte de agentes antioxidantes. Além disso, a cenoura é rica em vitamina A, vitamina C, vitamina K, vitamina B8, ácido pantotênico, ácido fólico, potássio, ferro, cobre e manganês.
Como consumi-las: Cruas e cozidas.
1- Cozidas: Para uma melhor absorção do beta-caroteno( precursor da vitamina A). Tempere-a com um pouco de azeite.
2- Cruas: Para uma melhor absorção das vitaminas, como a vitamina C (que são sensíveis ao calor)
Solução: Este é um dos casos que devemos alterar entre cru e cozido.

2. Tomate
Benefícios: Os tomates são a principal fonte dietética do antioxidante chamado licopeno, o qual sabe que favorece muitos benefícios para a saúde, incluindo a redução do risco de doenças sério como as do coração e do câncer. Também é uma grande fonte de vitamina C, potássio, ácido fólico e vitamina K.
Como consumi-los: 1. Crus e cozidos.
1- Cozidos: Para aproveitar o licopeno presente no tomate
2- Crus: Para a absorção das vitaminas que se deterioram com o calor.
Solução: Este é outro casos que devemos alterar entre cru e cozido.

3. Alface
Benefícios: A alface é uma planta herbácea rica em nutrientes e clorofila. Tem a função de alcalinizar e desintoxicar — principalmente o fígado. Rica em vitaminas (A, C e niacina) e sais minerais (sais de enxofre, fósforo, ferro, cálcio e silício).
Como consumi-la: Crua

4. Alho
Benefícios: O alho ajuda a combater o colesterol e os triglicerídeos altos, ajuda também na redução da pressão arterial, a prevenção da trombose e a proteção do coração.
Como consumi-lo: Cru

5. Rúcula
Benefícios: A rúcula é ótima fonte de proteína, tem baixo teor de gordura, rica em minerais, tais como ferro, potássio, fósforo, manganês, cobre, zinco e magnésio, além de fibras dietéticas. A rúcula auxilia no tratamento da gengivite, atua nas funções orgânicas do nosso corpo e é um depurador do sangue.
Como consumi-la: Crua

6. Pepino
Benefícios: Cada 100 gramas de pepino, cru e com casca, possuem apenas 16 calorias (já que 95% do pepino é água). Excelente fonte de vitamina K e molibdênio, também apresentam boas quantidades de ácido pantotênico e fibras. Possuem vitamina C, vitamina B1, biotina, carotenoides, potássio, cobre, magnésio, manganês, fosforo, sílica, triterpenoides, lignanas e flavonoides. As propriedades medicinais mais proeminentes do pepino são as atividades anti-inflamatória, antioxidante e laxativa.
Como consumi-lo: Cru.

7. Brócolos/Brócolis
Benefícios: Uma porção de 90 gramas de brócolis contém, aproximadamente, 50 mg de cálcio, que faz com que o alimento seja uma rica fonte alternativa do mineral, ótima para quem sofre com intolerância à lactose e não pode consumir leite e seus derivados. O vegetal também é rico em fibras alimentares, potássio, zinco, sódio, ferro e vitaminas A, C, K e do complexo B.
Como consumi-lo: Cru. Embora parece estranho, os brócolis crus são melhores digeríveis e contêm uma enzima (a mirosinase) útil para purificar o fígado, o que, infelizmente, vem a ser destruída com o cozimento. A alternativa à ebulição comum pode ser um ligeiro cozimento a vapor.

8. Espinafre
Benefícios: O espinafre é uma hortaliça rica em que traz benefícios para a saúde como prevenir anemias e câncer de cólon, pois é rico em ácido fólico e antioxidantes. Previne a diminuição da visão com o avançar da idade,. Protege a pele contra o envelhecimento precoce, por ser rico em vitaminas A, C e E; e ajuda a emagrecer, por ser pobre em calorias.
Como consumi-lo: Crus e cozidos.
1- Cozidas: Para melhor absorver o ferro, magnésio e cálcio.
2- Crus: Para absorção das vitaminas. Faça um suco do espinafre com o limão.

9. Abóbora
Benefícios: A abóbora é rica em potássio, cálcio, fósforo, ferro, magnésio, zinco, fibra, riboflavina e vitaminas A, C, E e complexo B. O alimento contém, ainda, fitonutrientes que mantêm a saúde da pele ajudam a impedir os malefícios da luz solar. A polpa é indicada para as doenças dos rins e do coração. Todas as variedades de abóbora são também laxantes e depuradoras de tóxicos intestinais que elevam a pressão arterial. O consumo de carotenoides protege o organismo de doenças crônicas, como doenças cardíacas e câncer e também previne problemas de visão. As vitaminas do complexo B ajudam a melhorar nosso sistema nervoso, prevenindo doenças neurológicas e conferem mais energia ao organismo.
Como consumi-la: Cozida. Mas nada impede de comer abóbora crua, fatiada e marinada em azeite e limão.

10. Aspargos
Benefícios: Rico em vitamina A, C, zinco, manganês e selênio, o aspargo é altamente antioxidante e poderoso na renovação celular e no combate ao envelhecimento precoce. As vitaminas são benéficas para fortalecer o sistema imunológico e aumentar a resistência à doenças oculares associadas à idade, como degeneração muscular e catarata.
Como consumi-lo: Cozidos

11. Pimentas Vermelhas

Benefícios: Nas pimentas vermelhas, além da capsaicina, a pimenta fresca é fonte das vitaminas A e C, e de flavonóides como o betacaroteno, luteína, zeaxantina e beta-criptoxantina. Facilita a digestão; acelera o metabolismo; ajuda a emagrecer; controle do colesterol; prevenção do câncer; combate a diabete; atua no sistema circulatório; afasta a depressão e alivia a dor; ação anti-inflamatória
Como consumi-las: Cruas e cozidas.
1-Cruas: Para absorção da vitamina C.
2- Cozidas: As pimentas vermelhas (assim como os tomates) também contêm licopeno, que é melhor assimilado com o cozimento.

12. Cogumelos
Benefícios: Os cogumelos são ricos em zinco, potássio e vitamina D, excelente fonte de vitaminas do complexo B, de minerais e de fibras vegetais. Previne o câncer; perda de peso; dá uma força ao intestino; aumenta a imunidade; resguarda o coração; garante boas doses de vitamina D
Como consumi-lo: Cozidos.

Fonte: Petitchef / Foto: Reprodução Internet

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here