O Oscar, principal premiação do cinema em Hollywood, apresentou nesta segunda-feira (15) os indicados de sua edição de 2021. A cerimônia está marcada para o dia 25 de abril. Segundo a organização, ela será presencial, mas, por causa da pandemia do coronavírus, a transmissão ao vivo acontecerá de vários locais diferentes.

Outros detalhes sobre as mudanças preparadas para o dia do evento ainda não foram divulgados. O Oscar 2021 havia sido originalmente marcado para 28 de fevereiro, mas foi adiado por causa da crise sanitária.

Algumas regras também mudaram. Com cinemas fechados, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood passou a aceitar inscrições de filmes transmitidos apenas pela internet. Antes, os concorrentes precisavam ser exibidos por um determinado período de tempo em cinemas de Los Angeles.

Confira, abaixo, os indicados a alguns dos principais prêmios do Oscar 2021:

Melhor filme
– “Meu pai”;
– “Judas e o messias negro”;
– “Mank”;
– “Minari”;
– “Nomadland”;
– “Bela vingança”;
– “O som do silêncio”;
– “Os 7 de Chicago”.

Melhor atriz
– Viola Davis – “A voz suprema do blues”;
– Andra Day – “Estados Unidos Vs Billie Holiday”;
– Vanessa Kirby – “Pieces of a woman”;
– Frances McDormand – “Nomadland”;
– Carey Mulligan – “Bela vingança”.

Melhor ator
– Riz Ahmed – “O som do silêncio”;
– Chadwick Boseman – “A voz suprema do blues”;
– Anthony Hopkins – “Meu pai”;
– Gary Oldman – “Mank”;
– Steve Yeun – “Minari”.

Melhor direção
– Thomas Vinterberg – “Druk – Mais uma rodada”;
– David Fincher – “Mank”;
– Lee Isaac Chung – “Minari”;
– Chloé Zhao – “Nomadland”;
– Emerald Fennell – “Bela vingança”.

Melhor atriz coadjuvante
– Maria Bakalova – “Borat: fita de cinema seguinte”;
– Glenn Close – “Era uma vez um sonho”;
– Olivia Colman – “Meu pai”;
– Amanda Seyfried – “Mank”;
– Yuh-Jung Youn – “Minari”.

Melhor ator coadjuvante
– Sacha Baron Cohen – “Os 7 de Chicago”;
– Daniel Kaluuya – “Judas e o messias negro”;
– Leslie Odom Jr. – “Uma noite em Miami”;
– Paul Raci – “O som do silêncio”;
– Lakeith Stanfield – “Judas e o messias negro”.

Melhor filme internacional
– “Druk – Mais uma rodada” (Dinamarca);
– “Shaonian de ni” (Hong Kong);
– “Collective” (Romênia);
– “O homem que vendeu sua pele” (Tunísia);
– “Quo vadis, Aida?” (Bósnia e Herzegovina).

Melhor roteiro adaptado
– “Borat: fita de cinema seguinte”;
– “Meu pai”;
– “Nomadland”;
– “Uma noite em Miami”;
– “O tigre branco”.

Melhor roteiro original
– “Judas e o Messias negro”;
– “Minari”;
– “Bela vingança”;
– “O som do silêncio”;
– “Os 7 de Chicago”.

Fonte: OSul / Foto: Reprodução Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here