Não é moda. É história reconhecida e virou rotina. O espumante brasileiro está no topo dos melhores do mundo. O 12º Concurso do Espumante Brasileiro, maior e único a avaliar 100% de rótulos nacionais, reafirma o que já é unânime no mercado: o espumante brasileiro é sinônimo de qualidade. Das 424 amostras inscritas por 93 vinícolas, 134 foram premiadas, oito delas com Grande Medalha de Ouro, ou seja, alcançaram mais de 92 pontos. As medalhas foram para espumantes de vinícolas dos estados da Bahia, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, além do Distrito Federal. O evento, promovido pela Associação Brasileira de Enologia (ABE), foi realizado de 13 a 15 de outubro, em Garibaldi (RS).

“A qualidade dos nossos espumantes é inerente a nossa história de muito trabalho, estudo e tecnologia. Hoje, vendemos um conceito, uma história construída ao logo do tempo. É história engarrafada, o que nos orgulha, ainda mais com o reconhecimento técnico”, comemora o presidente da ABE, enólogo André Gasperin. Foram quase oito horas de concentração total. Os 45 degustadores convidados pela Associação, trabalharam em seis júris. Enólogos, sommeliers e jornalistas especializados tivera a missão de degustar e avaliar às cegas os 424 espumantes das 93 vinícolas de Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, além do Distrito Federal.

Com mais vinícolas e muito mais amostras, esta foi a maior edição da história do Concurso, registrando um aumento de 13% no número de espumantes em relação a 2019. Como a maior e principal vitrine do espumante brasileiro, o Concurso promove a bebida no Brasil e no exterior. O resultado foi anunciado na noite de sexta-feira, 15 de outubro, no Trattoria Mamma Gema, no Vale dos Vinhedos.

O concurso avaliou espumantes naturais, provenientes de uvas vitis viníferas, obtidos a partir dos diferentes métodos, que estejam sendo comercializados normalmente pelas empresas nas categorias: espumantes de segunda fermentação (Charmat e Tradicional) e espumantes de primeira fermentação (Moscatéis). Foram premiados os espumantes melhores classificados por categoria, respeitando o limite de 30% dos inscritos conforme normas internacionais.

PRÊMIO DESTAQUE SABRE DE OURO
O 12º Concurso do Espumante Brasileiro seguiu o formato da edição anterior, prevendo uma distinção especial concedida a espumantes que se sobressaíram em suas categorias. O objetivo é exaltar ainda mais a produção nacional. O Sabre de Ouro foi entregue a seis espumantes, um em cada categoria. Para isso, ao final do concurso, foi realizada uma degustação de preferência entre os produtos que conquistaram Medalha de Ouro e melhores medianas, a fim de destacar a preferência dos jurados.

DESTAQUES SABRE DE OURO
Destaque Sabre de Ouro – Categoria Espumante Branco Charmat
Salton Espumante Brut – Vinícola Salton (Bento Gonçalves – RS)
Destaque Sabre de Ouro – Categoria Espumante Branco Tradicional
Cave de Pedra Espumante Brut D.O. – Vinícola Cave de Pedra (Bento Gonçalves – RS)
Destaque Sabre de Ouro – Categoria Espumante Rosé Charmat
Salton Espumante Brut Rosé – Vinícola Salton (Bento Gonçalves – RS)
Destaque Sabre de Ouro – Categoria Espumante Rosé Tradicional
Casa Valduga Espumante Premium Brut Rosé – Casa Valduga (Bento Gonçalves – RS)
Destaque Sabre de Ouro – Categoria Espumante Moscatel
Casacorba Espumante Moscatel – Vinícola Casacorba (Nova Roma do Sul – RS)
Destaque Sabre de Ouro – Categoria Espumante Nature
Don Guerino Espumante Blanc de Blanc Nature – Vinícola Don Guerino (Alto Feliz – RS)

GRANDE MEDALHA DE OURO
Aracuri Collector Espumante Blanc de Noir Sur Lie Nature 2017 – Aracuri Vinhos Finos – Aliprandini e Meyer Vinhos (Vacaria – RS)
Casa Valduga 130 Espumante Brut Rosé – Casa Valduga Vinhos Finos (Bento Gonçalves – RS)
Casa Valduga Espumante Arte Brut Rosé – Casa Valduga Vinhos Finos (Bento Gonçalves – RS)
Oremus Espumante Moscatel Rosé – Fante Indústria de Bebidas (Flores da Cunha – RS)
Varanda Espumante Brut 2019 – Indústria Vinícola São Luiz (Garibaldi – RS)
Ponto Nero Cult Espumante Brut Rosé – Ponto Nero Indústria de Bebidas (Garibaldi – RS)
Casacorba Espumante Brut Rosé – Vinhos Casacorba (Nova Roma do Sul – RS)
Salton Gerações Azir Antonio Salton Espumante Nature – Vinícola Salton (Bento Gonçalves – RS)

O JÚRI

1.            Adalberto Bortolini Degustador
2.            Alejandro Cardozo Degustador
3.            Alexandra Aranovich Degustador
4.            Andre Donatti Degustador
5.            Andreia Debon Degustador
6.            Artur Tremper Farias Degustador
7.            Bruna Cristófoli Presidente de Júri
8.            Carlos Abazúa Degustador
9.            Carlos Zanus Degustador
10.          Cedenir Fortunatti Degustador
11.          Cláudia A. Stefenon Degustador
12.          Daniel Dalla Valle Degustador
13.          Dirceu Scottá Degustador
14.          Edegar Scortegagna Presidente de Júri
15.          Emerson Haas Degustador
16.          Fábio Greghy Degustador
17.          Flavio Zílio Degustador
18.          Gilberto Pedrucci Presidente de Júri
19.          Gilberto Simonaggio Presidente de Júri
20.          Irineo Dall’Agnol Degustador
21.          João Valduga Degustador
22.          Jorge Cattani Degustador
23.          Juciane Casagrande Doro Degustador
24.          Júlio César Kunz Degustador
25.          Leandro Santini Degustador
26.          Luciana T. Marques Degustador
27.          Luiz Milani Degustador
28.          Magnos Basso Degustador
29.          Maicol Zanella Degustador
30.          Marcel Miwa Degustador
31.          Marco A. Salton Degustador
32.          Marcos Gabbardo Presidente de Júri
33.          Marcos Vian Degustador
34.          Maria Amélia Flores Degustador
35.          Nara Caviquioli Degustador
36.          Natália Cavagnoli Degustador
37.          Nelson Rotta Randon Degustador
38.          Ricardo Morari Presidente de Júri
39.          Rodrigo Ferraz Degustador
40.          Samuel Cervi Degustador
41.          Séfora Kniphoff Degustador
42.          Sérgio Chesini Degustador
43.          Silvia Mascella Rosa Degustador
44.          Vanderlei Gazzi Degustador
45.          William Vaccaro Degustador

RETROSPECTIVA

Edição

Amostras

Vinícolas

Data Presidente Cidade
52 25 25 e 26 de julho de 2001 Cleber Andrade Bento Gonçalves
68 29 04 a 08 de novembro de 2002 Gilberto Pedrucci Bento Gonçalves
100 38 07 a 09 de outubro de 2003 Antônio Czarnobay Garibaldi
120 45 25 a 27 de julho de 2005 Carlos Abarzua Garibaldi
144 50 11 e 12 de setembro de 2007 Cláudia Stefenon Garibaldi
205 66 4 a 6 de agosto de 2009 Carlos Abarzua Garibaldi
231 70 25 a 27 de outubro de 2011 Christian Bernardi Garibaldi
257 68 16 a 18 de outubro de 2013 Luciano Vian Garibaldi
264 70 13 a 16 de outubro de 2015 Juliano Perin Garibaldi
10ª 308 80 18 a 20 de outubro de 2017 Edegar Scortegagna Garibaldi
11ª 376 89 16 a 18 de outubro de 2019 Daniel Salvador Garibaldi
12ª 425 93 13 a 15 de outubro de 2021 André Gasperin Garibaldi

 

Fonte: Conceito Com / Foto: Divulgação / Jeferson Soldi

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here