Novos títulos da cinematografia moderna e contemporânea da Dinamarca, Itália, Argentina e Estados Unidos estão entre as atrações de junho do Cinema na Estação.

A programação gratuita vai de quarta (15) a sábado (18), sempre às 19h30min, na Biblioteca Parque, junto ao Largo da Estação, em Caxias do Sul. Em sua terceira edição, o projeto é uma realização da Varsóvia Educação e Cultura e tem curadoria do produtor cultural e cineasta Robinson Cabral.

Em junho, a atração de quarta é o filme dinamarquês “A Caça”, cuja trama explicita contextos sobre tolerância e assédio de forma impactante. Na quinta-feira, o ótimo cinema argentino e um dos seus grandes atores, Ricardo Darín, são atração no longa “Um Conto Chinês”, que fala sobre convívios entre diferentes num misto de drama e comédia. Sexta-feira, tem o premiado diretor italiano Giuseppe Tornatore na direção do filme “Malena”, estrelado por Monica Bellucci. A trama visita fantasias, desejos e preconceitos sob o olhar juvenil numa cidade do interior da Itália. Fechando a semana, s&a acute;bado tem o explosivo “Mississipi em Chamas”, de Alan Parker, cujo roteiro é um tratado sobre segregação e culto a contextos de violência racial no mundo contemporâneo.

A formação de público para cinema, a democratização de acesso à cultura, a ocupação do espaço público com arte e a ampliação de uso de nossos espaços de convivência social são objetivos centrais do projeto cineclubista Cinema na Estação. A iniciativa também é uma oportunidade de apreciar obras audiovisuais de países diversos e que não estão presentes nas programações dos circuitos comerciais.

Por isso, na perspectiva do cineclubismo, a atividade volta a se repetir uma vez por mês, até novembro, sempre com sessões gratuitas de quarta a sábado, abertas à comunidade. E, em tempos de temperaturas baixas, a produção cuida de levar calefação e cobertores para aquecer cada sessão.

Socializando a arte e o uso dos espaços públicos, o projeto também acredita na oportunidade de desmitificar o preconceito para com determinadas linguagens audiovisuais, propondo ainda visões mais amplas de mundo através da apropriação plural de arte. Ainda há uma aposta na abertura de espaços e encontros para discutir e debater sobre formas poéticas de contextos sociais distintos, criando lugares comuns para a apreciação e discussão sobre arte e multiculturalismo. E, sobretudo, a volta do Cinema na Estação festeja a oportunidade de encontros mediados pela paixão ao cinema mundial.

O projeto Cinema na Estação tem financiamento da Lei de Incentivo à Cultura de Caxias do Sul.

CINEMA NA ESTAÇÃO – PROGRAMAÇÃO JUNHO

JUNHO
15/06 (qua) 19h30 – “A CAÇA” (Dinamarca)
16/06 (qui) 19h30 – “UM CONTO CHINÊS” (Argentina)
17/06 (sex) 19h30 – “MALENA” (Itália)
18/06 (sab) 19h30 – “MISSISSIPI EM CHAMAS” (EUA)

CINEMA NA ESTAÇÃO – SINOPSES DOS FILMES

A CAÇA (Thomas Vinterberg, Dinamarca, 2012, 111 min)
Lucas (Mads Mikkelsen) trabalha em uma creche. Simpático e amigo de todos, ele tenta reconstruir a vida após um divórcio complicado, no qual perdeu a guarda do filho. Tudo corre bem até que, um dia, a pequena Klara (Annika Wedderkopp), de apenas cinco anos, diz à diretora da creche que Lucas lhe mostrou suas partes íntimas. Klara na verdade não tem noção do que está dizendo, apenas quer se vingar por se sentir rejeitada em uma paixão infantil que nutre por Lucas. A acusação logo faz com que ele seja afastado do trabalho e, mesmo sem que haja algum tipo de comprovação, seja perseguido pelos habitantes da cidade em que vive.< /span>

UM CONTO CHINÊS (Sebastián Borensztein, Argentina, 2011, 100 min)
Roberto (Ricardo Darín) é um argentino recluso e mal humorado. Ele leva a vida cuidando de uma pequena loja e tem o hobbie de colecionar notícias incomuns. A comodidade de sua vida é interrompida quando ele encontra um chinês (Ignacio Huang) que não fala uma palavra de espanhol. O imigrante acabara de ser assaltado e não tem lugar para ficar em Buenos Aires. Inicialmente relutante, Roberto acaba deixando o asiático viver com ele e aos poucos vai descobrindo fatos sobre o chinês.

MALENA (Giuseppe Tornatore, Itália, 2000, 108 min)
Em 1941, durante a segunda guerra, numa pequena vila localizada na Sicília, Renato, um garoto de 13 anos nutre uma profunda paixão pela estonteante Malena (Monica Bellucci), a viúva de um soldado local, que desperta paixões adolescentes, o desejo dos homens e a inveja das mulheres. Uma história de amor, perda e coragem.

MISSISSIPI EM CHAMAS (Alan Parker, EUA, 1988, 128 min)
Mississipi, 1964. Rupert Anderson (Gene Hackman) e Alan Ward (Willem Dafoe) são dois agentes do FBI que estão investigando a morte de três militantes dos direitos civis. As vítimas viviam em uma pequena cidade onde a segregação divide a população em brancos e pretos e a violência contra os negros é uma tônica constante.

Filme Mississipi em Chamas

Fonte: Assessoria de Imprensa / Foto: Reprodução Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here