O sol do verão é um convite para quem é fã de uma pele bronzeada. Entretanto, é preciso estar consciente de que ganhar uma corzinha também pode trazer riscos para a saúde – ainda que seja com o uso de filtro solar e exposição ao sol nos horários indicados.

A dermatologista Juliana Fonte alerta: não existe uma maneira totalmente segura de se bronzear. “Ainda que se pegue sol antes das 10 da manhã e após às quatro da tarde, só pelo fato de estar exposta ao sol, nossa pele já está sofrendo um processo maior de envelhecimento. Se a exposição for com certa regularidade, também aumenta o risco de câncer de pele, ainda que seja no horário em que o sol é menos agressivo. Além disso, existe a questão das manchas no rosto e corpo, que são agravadas com a exposição solar”, explica a médica.

O uso de filtro solar ajuda, mas não garante 100% de proteção. “Um protetor com fator 50 significa que está nos protegendo 50 vezes mais do que se estivéssemos sem. Então, não vai nos tornar 100% protegidos. É importante a reaplicação do filtro a cada duas ou três horas ou sempre que se molhar. Também é preciso estar atento à quantidade, pois nem sempre usamos a adequada. Mas mesmo fazendo todos os procedimentos corretos, existe o risco”, reforça Juliana.

Cuidados ajudam a reduzir os riscos da exposição solar
Quem não abre mão do sol, deve estar atento aos cuidados para que os danos não sejam tão severos. “A recomendação é usar filtro solar e reaplicá-lo, usando a quantidade adequada. Procurar se expor quando o sol é menos agressivo, antes das 10 da manhã e depois das quatro da tarde. Além disso, procurar usar métodos de proteção física: bonés, óculos escuros, roupas de proteção solar”, orienta a dermatologista.

Alimentação influencia na saúde da pele
Existem alimentos que ajudam a acelerar o bronzeado e além disso, os antioxidantes que também protegem a pele da radiação solar e alguns que colaboram para a regeneração da pele, favorecendo a recuperação dela pós exposição.

Betacarotenos
São os alimentos com a coloração que varia do amarelo para o vermelho e verde escuro. São poderosos antioxidantes, que ajudam na produção de melanina. Exemplos: abóbora, beterraba, brócolis, cenoura.

Vitamina C
Também são antioxidantes e têm uma atuação na síntese do colágeno, que vai ajudar na firmeza da pele. Exemplos: abacaxi, goiaba, laranja, limão.

Licopeno
Mais um exemplo de antioxidante e que também consegue aumentar a absorção dos betacarotenos. Exemplos: melancia, tomate, pimentão vermelho.

Ômega 3
Com ação anti inflamatória, ajuda a evitar os danos causados pelo bronzeamento, pois quando acontece a exposição ao sol ou uma queimadura solar, aumentamos a resposta inflamatória das nossas células. Exemplos: amêndoa, nozes, salmão.

Vitamina A
Atua na regeneração celular, causado pelo dano de se expor ao sol. Exemplo: leite, ovos, manteiga.

Vitamina E
Tem ação antioxidante. Exemplos: abacate, amendoim, azeite de oliva.

Fonte: BellaMais / Foto: Reprodução Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here