pexels

Que calor, hein?

E praticar exercícios nesse calor, parece um esforço quase desnecessário, ou ainda, cheio de malefícios e má sensações… Mas calma aí, temos benefícios e boas dicas para você não precisar parar de praticar atividade física por conta das altas temperaturas!

Benefícios de treinar no calor?

Isso mesmo!!! Alguns estudos observam os efeitos do calor no desempenho atlético há décadas, e seus resultados têm sido consistentemente surpreendentes. Pesquisadores descobriram que, além de uma maior taxa de transpiração, o treinamento no calor pode aumentar o volume de plasma sanguíneo de um atleta (o que leva a uma melhor aptidão cardiovascular), reduzir a temperatura geral do núcleo, aumentar a força muscular esquelética e, reduzir o lactato sanguíneo. Você já ouviu falar em ácido lático, ou lactato, não é? É a substancia que o nosso corpo produz que causa a famosa câimbra. Durante o exercício, nosso corpo vai produzindo aos poucos esse ácido lático, quando ele chega na corrente sanguínea e vai se acumulando, os músculos vão perdendo sua eficiência e começam a fadigar. Isso é um processo natural do corpo. Portanto, os treinos no calor auxiliam o corpo a se adaptar a esse estímulo estressante, gerando uma janela maior antes que ocorra esse acumulo de lactato.

Além disso, esses períodos de calor ajudam o nosso corpo a se aquecer mais rápido durante as atividades, e treinar em temperaturas mais quentes faz a gente suar bastante. Pessoas que treinam no calor começam a transpiração mais cedo que outras e criam uma resistência muscular até duas vezes maior e mais rápida.

Está bem, agora que eu sei que você não irá desistir de treinar nesses dias de calor, vou deixar algumas dicas de cuidados e atenção básicos para os treinos seguirem de forma eficaz e saudável:

– Tenha muito cuidado com o que você come antes do exercício. Altas temperaturas prejudicam a digestão e ingerir alimentos pesados pode resultar em dor de barriga.

– A roupa é muito importante: use peças com tecidos tecnológicos, próprios para a prática de exercício, que facilitam a evaporação do suor. Se for atividade externa, invista em cores claras, que refletem os raios solares.

– O calor não dispensa o aquecimento. Ele ainda prepara o corpo para o exercício, melhora o desempenho e evita lesões.

– Muita atenção com a hidratação. A perda de líquidos é maior por conta do suor. A quantidade de água que deve ser consumida pode variar, mas a recomendação geral é ingerir de 200 ml a 500 ml cerca de meia hora antes da prática e, a cada quinze minutos, repor em média 200 ml (um copo).

– Se sentir fadiga ou queda da pressão, interrompa o exercício imediatamente, ingira líquidos e espere o calor diminuir.

– Use proteção solar se realizar exercícios ao ar livre e evite os horários mais quentes, entre 10h e 16h, não se exercite sob sol intenso.

– Preserve sua saúde, pode pegar leve! Não fará mal algum diminuir um pouquinho a intensidade dos treinos se necessário, assim, quando seu corpo for se adaptando ao esforço no calor, você poderá aumentar gradualmente o ritmo, a duração e a intensidade do treino.

ABIGAIL SOMACAL

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here