Na última década, diversos países, principalmente os mais desenvolvidos do mundo ocidental, têm apresentado uma tendência em comum, mas que pode surpreender algumas pessoas: cada vez mais jovens adultos têm optado por não ingerir bebidas alcoólicas.

Como mostra uma reportagem da revista Time, diversos motivos, que incluem questões financeiras e a influência de redes sociais, mas especialmente uma crescente preocupação com a saúde, estão por trás dessa mudança mundial. Até no Reino Unido, famoso pelo alto consumo alcoólico, os Millennials — aqueles que nasceram entre 1980 e 1995 — estão bebendo menos.

No Brasil, uma redução em relação a bebidas com álcool também pode ser observada, como mostrou um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), em setembro de 2018. Segundo a OMS, o consumo desses produtos entre os brasileiros caiu 800 mililitros por pessoa, ao ano, entre 2010 e 2016.

Para todos aqueles envolvidos na produção ou venda de bebidas alcoólicas, isso requer uma medida: adaptar-se. Bares e festivais ao redor do mundo estão investindo em bons coquetéis sem álcool, enquanto diferentes empresas têm criado alternativas às bebidas alcoólicas, como refrigerantes mais sofisticados e águas com sabores e propriedades especiais.

Hoje é possível até mesmo encontrar bebidas espirituosas sem álcool ou águas com sabor e propriedades de vinho. Achou essas ideias interessantes ou ficou curioso(a)?

BEBIDAS SEM ÁLCOOL: UMA MIRÍADE DE OPÇÕES

O Ano Novo costuma ser regado a espumante, mas certamente muitos abstêmios, grávidas e profissionais de plantão passaram o último Réveillon com uma taça de espumante sem álcool nas mãos. Além dos espumantes desalcoolizados, já há muitas marcas de coquetéis de frutas gaseificados que oferecem um gosto semelhante ao da bebida e o mesmo estouro ao abrir.

Vinhos e cervejas sem álcool também não são uma novidade no mercado, mas empreendedores têm investido cada vez mais na ideia e apresentado inovações. Já há, por exemplo, duas fábricas de cervejas artesanais sem álcool no mundo — e uma delas é no Brasil.

Também no Brasil, mais especificamente em Flores da Cunha, no Paraná, foi criado o primeiro vinho canônico sem álcool do planeta! O vinho canônico, ou litúrgico, é usado por padres na celebração de missas.

As bebidas destiladas, por sua vez, ganharam, em 2014, o seu espaço entre os abstêmios. A Seedlip, fundada no Reino Unido, foi a primeira empresa a investir em bebidas espirituosas sem álcool e hoje desfruta de grande prestígio, estando presente em mais de 20 cidades no mundo e em 250 restaurantes bem conceituados.

ÁGUAS DE VINHO, A NOVA TENDÊNCIA
Os Millennials estão ingerindo menos álcool, porém, entre os jovens adultos que bebem, há um interesse cada vez maior pelos vinhos. O mercado das bebidas sem álcool recebeu em 2017 uma novidade que uniu essas duas tendências distintas: águas com sabor — e propriedades — de vinho.

NAPA HILLS VINEYARD ENRICHED WATER
A Napa Hills Vineyard Enriched Water (em tradução literal, água enriquecida do vinhedo de Napa Hills) foi a primeira água a oferecer não apenas o sabor, mas também um dos benefícios do vinho tinto: o resveratrol.

Esse antioxidante é conhecido por reduzir o risco de doenças cardiovasculares e contribuir para a prevenção do câncer, além de apresentar propriedades antienvelhecimento.

A fundadora da Napa Hills, Ellona Jarvis, trabalhou ao lado de especialistas, durante quatro anos, para desenvolver o VitaRes, mistura inovadora que contém resveratrol e é feita a partir de cascas de uvas e extrato de vinho tinto.
A água enriquecida da Napa Hills é oferecida em três sabores diferentes: Rosé de cereja, Grigio de pêssego e Chardonnay de limão. Ela é uma bebida praticamente sem calorias e com baixíssimo teor de açúcar. Embora não tenha chegado ao mercado brasileiro, nem ao português, é possível encontrá-la à venda on-line, no site da empresa ou na Amazon.

O.VINE
Em junho de 2018, foi a vez de uma empresa israelense lançar uma nova “água de vinho”. A O.Vine, criada pela Wine Water, é feita com a infusão de extratos de cascas e sementes de uvas, aproveitadas depois que estas foram utilizadas para produzir vinho. A bebida também contém antioxidantes e outros benefícios para a saúde.

Disponíveis em versão com ou sem gás, as águas saborizadas variam em tipo: tinto (Cabernet, Merlot, Syrah e Petit Verdot) ou branco (Riesling e Gewürztraminer). Além das belas embalagens e rótulos, as águas O.Vine chamam a atenção ainda pelas suas cores suaves e atraentes.

Contudo, para consumidores localizados no Brasil ou mesmo em Portugal, o acesso a esses produtos é mais complicado, e resta torcer por uma expansão da empresa nos próximos anos.

O debate sobre as vantagens de se abrir mão completamente das bebidas alcóolicas permanece em aberto, com algumas pesquisas indicando que a abstenção diminui as chances de um indivíduo desenvolver câncer, bem como a quantidade de gordura no seu fígado, enquanto outras apontam que pessoas que consomem álcool moderadamente vivem mais do que as que não bebem.

O que parece certo é que, para as empresas, vale a pena investir nesse público crescente de abstêmios. E mesmo para as pessoas que gostam de ingerir bebidas alcóolicas, vale a pena experimentar essas novidades interessantes — e saudáveis — que estão surgindo, você não acha?

Fonte: Viva o Vinho/ Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here