Durante oito dias, as 351 amostras inscritas por 50 vinícolas de seis estados brasileiros (Bahia, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo) serão degustadas às cegas por 120 enólogos. O trabalho começou hoje e segue até 23 de agosto, no Laboratório de Análise Sensorial da Embrapa Uva e Vinho, em Bento Gonçalves.

Serão 24 horas de degustação às cegas. Para que todas as amostras sejam degustadas nestes oito dias, exceto sábado e domingo, os enólogos foram divididos em oito grupos com 15 profissionais cada. A cada dois dias, dois grupos de enólogos entram em ação. Para o presidente da Associação Brasileira de Enologia (ABE) – promotora do evento -, enólogo Edegar Scortegagna, esta é a etapa mais criteriosa, que avalia tecnicamente cada amostra. “Todo conhecimento e sensibilidade do enólogo são empregados neste processo que visa avaliar a qualidade e a evolução do vinho brasileiro. Aqui, a bandeira é a dos vinhos brasileiros, independente de marca”, destaca.

A avaliação é individual e registrada em um sistema desenvolvido especialmente para a Avaliação. O resultado somente será anunciado no dia 29 de setembro, no Pavilhão E do Parque de Eventos de Bento Gonçalves, quando cerca de 900 apreciadores conhecerão a relação dos 30% mais representativos em cada uma das cinco categorias. O público poderá, ainda, degustar 16 amostras selecionadas entre os 30%, provando na taça a representatividade da Safra 2018. As inscrições para os apreciadores abrem somente no início de setembro.

Fonte: Conceito Com / Foto: Jeferson Soldi

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here