Foto/Sabrina Conte Retratos

A Prefeitura de Caxias do Sul e a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan) iniciaram na sexta-feira (01) as atividades do Outubro Rosa. A solenidade de abertura, realizada no mezanino do Executivo, buscou alertar e conscientizar a população para a procura do tratamento de câncer de mama. Também foi aberta a exposição fotográfica “Decididas” e distribuídos laços rosas.

No evento, a vice-prefeita Paula Ioris destacou a importância de testes de detecção de câncer e agradeceu a colaboração da Aapecan, que estava representada pela presidente Marli Francisca Larandi, que foi diagnosticada com câncer de mama em 2007. “Em minha experiência, consegui sobreviver graças ao tratamento e ajuda da instituição. Sempre digo que as pessoas devem procurar ajuda, pois podemos dar a volta por cima”, comentou Marli.

Durante a solenidade foram homenageadas mulheres que superaram o câncer de mama e participaram da Exposição Decididas que ficará na Prefeitura até o dia 18 de outubro. Uma delas é Fabiana Cristina Schenkel. “É muito importante essa iniciativa do Outubro Rosa, que alerta para a necessidade de as mulheres se cuidarem contra o câncer de mama. Quanto antes a doença for descoberta, maior a chance de cura”.

Neste ano, as fotos foram realizadas no Jardim do Amor, em Gramado. Além das fotos elas puderam conhecer o ambiente e ter um dia diferente. O projeto visa levar mais alegria para a vida dessas mulheres e incentivar a prevenção, o autocuidado e o empoderamento. Participam do projeto oito mulheres que passaram e passam pelo tratamento oncológico: Silvia Regina Ferreira Soares, Dirlene Blanco Flores Barbosa, Neusa Wisniewski dos Santos, Fabiana Cristina Schenkel, Liane Thiesen, Ceris Abreu Caetano, Miliane Soares de Bittencourt, Jenny Carolina Telechea de Torres.

Segundo dados divulgados, o SUS oferece 170 mamografias mensais. Em 2021, houve o diagnóstico de 29 novos casos e 51 mortes provocadas pelo câncer de mama.

A solenidade ainda teve as presenças do presidente da Câmara, vereador Velocino Uez; secretário de Segurança Pública e Proteção Social, Paulo Roberto da Rosa; secretária da saúde, Danielle Meneguzzi; diretora de Proteção Social, Suely Rech; titular da Coordenadoria da Mulher, Tamyris Padilha; e representantes de entidades direcionadas à defesa da mulher. Os demais eventos da programação serão transmitidos pelo canal do Youtube da Prefeitura e pelo Facebook da Aapecan Caxias do Sul.

PROGRAMAÇÃO

1º de outubro (19h30)

Live “Verdades e fake news sobre câncer de mama”, com a médica oncologista Gabriela Cristina Grigol Martinez

11 de outubro (19h)

Live “Espiritualidade e autoestima”, com a psicóloga Sonia Rossetti e a mestre de yoga, Clair Rosa

20 de outubro (14h)

Bate-papo no formato híbrido sobre “A história delas”, com relatos de Dirlene Blanco Flores Barbosa, Madelaine Comerlato Postal e Maureen Bagattini, as quais superaram o câncer de mama

25 de outubro (19h30)

Live “Os direitos sociais da pessoa com câncer”, com apoio da Comissão da Mulher Advogada da Subsecção Caxias do Sul da Ordem dos Advogados do Brasil

Programação Exposição:

De 01 a 17.10 – Exposição dos quadros fotográficos e mandalas na Prefeitura de Caxias do Sul

De 18 a 31.10 – Exposição física e virtual no Hospital Pompéia

A Aapecan não pode deixar de agradecer aos parceiros que foram fundamentais para a execução do Projeto Decididas: Sabrina Conte Retratos, FotoCriando, Go Image, VGP Molduras, Differenza Salão de Beleza, Farmácias Sanar, Luana Klauck e Jardim do Amor.

Sobre a Aapecan

A Associação de Apoio às Pessoas com Câncer (Aapecan) é uma Organização da Sociedade Civil (OSC) sem fins lucrativos que atende há 15 anos (março de 2005) no Rio Grande do Sul de forma gratuita pessoas em situação de vulnerabilidade social diagnosticadas com Câncer. Desde a inauguração da primeira Unidade, em Caxias do Sul, outras 13 já foram abertas no Estado – dez delas com Casas de Apoio – nas quais são oferecidas, além de hospedagem com direito a acompanhante para usuários de outros municípios que precisam se submeter a tratamento oncológico, quatro refeições diárias acompanhadas por nutricionista e, na maioria delas, deslocamento a centros médicos. Nesses 16 anos a Aapecan já atendeu mais de 20 mil pessoas que necessitam de amparo social durante o tratamento contra o Câncer e seus familiares/acompanhantes/responsáveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here