Em novembro e dezembro, chega a 32 municípios do interior do estado do Rio Grande do Sul e um de Santa Catarina (Anita Garibaldi) o Cinesolar, inovadora iniciativa brasileira de cinema itinerante que exibe filmes a partir da energia solar.

O projeto utiliza energia limpa e renovável para exibições de filmes, unindo arte, cinema e sustentabilidade. Tudo funciona a partir de uma van equipada com placas solares que possibilitam, através de um sistema conversor de energia solar para elétrica, a exibição de filmes e apresentações artísticas. Quando a equipe do Cinesolar chega às cidades tudo é retirado da van e o cinema é montado em lugares como praças públicas e quadras esportivas, principalmente em regiões “carentes”, como comunidades, aldeias indígenas e até mesmo cidades que não têm energia elétrica.

O Circuito CPFL leva em novembro e dezembro a 32 cidades do interior do Rio Grande do Sul e uma de Santa Catarina o projeto Cinesolar, inovadora iniciativa brasileira de cinema itinerante que exibe filmes a partir da energia solar.

Vacaria (dia 5 de novembro), Guaporé (6) e Farroupilha (7) abriram a programação. Depois, vai a Bento Gonçalves (8), Caxias do Sul (9), Veranópolis (11) e Carlos Barbosa (12).

O projeto ainda visita as seguintes cidades gaúchas:  Erechim (14 e 15 de novembro), Nonoai (16 de novembro), Alpestre (17 de novembro), Santo Augusto (19 de novembro), Campo Novo e Garibaldi (20 de novembro), Palmeiras das Missões e Santa Cruz do Sul (21 de novembro), Cruz Alta (22 de novembro), Montenegro (23 de novembro), Uruguaiana (24 de novembro), São Gabriel (25 de novembro), Santana do Livramento (26 de novembro), Glorinha (27 de novembro), Palmares do Sul e Cachoeira do Sul (28 de novembro), Rolante e Sobradinho (29 de novembro), 30 de novembro (Igrejinha), Taquara (3 de dezembro), Nova Hartz (4 de dezembro), Sapiranga (5 de dezembro), Parobé (6 de dezembro), São Francisco de Paula (8 de dezembro), Três Coroas (10 de dezembro) e Riozinho (11 de dezembro). No dia 19 de novembro o projeto também visita Anita Garibaldi, em Santa Catarina.

O Cinesolar utiliza energia limpa e renovável para exibições de filmes, unindo arte, cinema e sustentabilidade. Tudo funciona a partir de uma van equipada com placas solares com autonomia de mais de 20 horas, que possibilitam, através de um sistema conversor de energia solar para elétrica, a exibição de filmes e apresentações artísticas. No interior do veículo, há 100 assentos para o público e telão com metragem de 200 polegadas (que são levados para fora para a montagem da “sala de cinema”), além de sistema de projeção e até um EcoVJ.

Quando a equipe do Cinesolar chega às cidades tudo é retirado da van e o cinema é montado em lugares como praças públicas e quadras esportivas, principalmente em regiões “carentes”, como comunidades, aldeias indígenas e até mesmo cidades que não têm energia elétrica.  Muitos destes municípios não contam com cinema e diversos espectadores tiveram a primeira experiência com a sétima arte através do Cinesolar. De certa forma, o projeto tem um certo ar que remete a filmes como “Bye Bye, Brasil” e “Cinema Paradiso”.

Durante os eventos acontece também a Eco Estúdio Solar – exposição tecnológica sustentável, com apresentação da van Cinesolar e do projeto como um todo. Dentro da van, infográficos e monitores mostram como funciona o carro e são passadas informações sobre os princípios básicos da energia solar (por exemplo: como a energia solar se transforma em energia elétrica). Além disso, são mostrados produtos de sustentabilidade e tecnologias renováveis, com aplicações práticas no dia-a-dia, como um instigante relógio de batatas.

 “O Brasil tem um incrível potencial em energias renováveis. E por que não se beneficiar no campo do entretenimento, das artes e da cultura? Nosso objetivo é, além de democratizar o acesso à produção audiovisual nacional, trabalhar com ações sustentáveis que multipliquem a conscientização ambiental e mostrem a força que a energia solar tem por aqui”, afirma Cynthia Alário, idealizadora do Cinesolar e diretora da Brazucah Produções.

Fonte: Assessoria de Imprensa / Foto: Divulgação

Cynthia Alario – idealizadora e coordenadora do projeto Cinesolar

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here