Fotos: Fabrício Santos

Era crônica que me faltava’, o novo livro do jornalista Egui Baldasso, lançado pela Pubblicato Editora, terá a primeira sessão de autógrafos em Farroupilha, no próximo dia 11 de novembro. Em alusão ao estilo que teve destaque em seu trabalho nos últimos anos, e que reúne tudo aquilo que aflora em sua escrita, e nas nossas próprias vidas, a mais recente obra é a terceira da carreira do autor, e estará à venda no local por R$ 45. O evento ocorre no restaurante Ristoria, a partir das 18h30. A noite ainda reserva um bate-papo com o escritor e o show acústico da banda Quintal Supernova.

A descrição do dia a dia, o universo da rotina que tanto nos afoga e deixa pouco tempo para vivermos de verdade, e enxergar toda a vida ao nosso redor, sem querer, talvez, façam da crônica, hoje, o gênero mais lido no Brasil. É o que acredita Egui. “Encontramos textos que abordam o cotidiano em vários lugares. Dos livros às colunas de jornais, no desabafo das redes sociais, no relato de alguém que não saiu ileso de algum episódio marcante. Palavra após palavra com uma história e o que se aprendeu com ela, e assim vamos cronicando aqui dentro o que nos transforma lá fora”, aponta o autor.

Ainda com olhos marejados de poesia e com um pé na rima, o agora também cronista mistura personagens e sensações, e mantém flagrante em cada uma das linhas as infinitas possibilidades de abordar o ser humano. ‘Era Crônica que me faltava’ carrega o passado pintado de saudade, as memórias da infância, o resgate de momentos inesquecíveis que confundem-se com as vivências do agora. O amor pela família, o papel de cada um na sociedade. Força, indignação, reclamação, encontros, paixões, homenagens sinceras e um pouco de fé.

São muitos os motivos para se perder nas páginas que seguem, para ousar mergulhar em pensamentos que nos fazem refletir e, quem sabe, encaixá-los no que estamos sentindo. O mundo da crônica em sua melhor forma: contada por quem sente as palavras como quem respira mais um dia. “Quem estiver no lançamento, e todos que derem a chance das crônicas se aproximarem, irão perceber o mesmo impacto que cada palavra tem em mim no seu próprio mundo”, explica Egui.


Sobre o autor
Egui Baldasso é natural de Farroupilha/RS e chega ao terceiro livro misturando histórias e sentimentos, permitindo que todos virem palavras. Além de ‘Era Crônica que me faltava’, o jornalista e palestrante também é autor de #vailá, também com selo da Pubblicato Editora, e Sequência de Rabiscos. A carreira acentuou-se nos últimos anos com convites para apresentações em diversas feiras do livro pelo estado, além de participações em empresas e entidades com as palestras Sequência de Rabiscos, para o público jovem, e Invente Uma Vírgula, que aborda reflexões e situações do ser humano, como um intervalo no cotidiano de quem assiste. Em 2019, Egui também teve seu projeto de oficina de escrita ‘Além do papel’, para estudantes da rede pública de ensino, aprovado pelo Ministério da Cultura para obter captação de recursos via Lei Rouanet.

Serviço
O que: lançamento livro ‘Era crônica que me faltava’
Quando: 11 de novembro
Horário: 18h30
Local: restaurante Ristoria (Júlio de Castilhos, 1126 – Centro)
Atrações: sessão de autógrafos, show com Quintal Supernova acústico e bate-papo com o autor

Fotos: Fabrício Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here