A pandemia da Covid-19 provocou mudanças no planejamento de todos os setores – o de eventos, principalmente, precisou remanejar datas e agendas, motivado pelo compromisso de zelar pela saúde coletiva. Esse é o caso da 30ª Expobento e da 17ª Fenavinho, que confirmam sua realização, mas transferiram as programações para o segundo semestre de 2020. Com a decisão, expositores viram-se diante de um desafio: replanejar sua participação nos eventos – a maior feira multissetorial de compras e entretenimento do país e a mais emblemática festa alusiva ao vinho brasileiro, respectivamente.

“Quando começamos os preparativos para a 30ª da ExpoBento, ainda em 2019, a possibilidade de uma pandemia sequer era cogitada. Fomos todos surpreendidos por essa crise de saúde global e, agora, estamos procurando formas de lidar com a situação. É verdade que o adiamento exigirá um esforço extra dos expositores, já habituados a trabalhar com as tradicionais datas de realização dos eventos. Mas também é preciso fazer a análise sob outra perspectiva: se realizadas no momento certo, com responsabilidade e segurança, ExpoBento e Fenavinho podem ser importantes oportunidades de recuperação para as empresas, reativando negócios e contribuindo para amenizar parte dos prejuízos decorrentes da pandemia e suas restrições”, pontua o diretor-geral da 30ª ExpoBento, Gilberto Durante.

Uma boa forma de alcançar esse objetivo é aproveitar o tempo extra e estruturar de maneira assertiva a participação na feira e festa, conforme orienta o consultor empresarial e economista Adelgides Stefenon. Ele elenca dicas essenciais para a manutenção da vitalidade das empresas em tempos de crise e, também, sugestões de como se reinventar para concretizar bons negócios na hora de expor o portfólio aos visitantes dos eventos.

“O primeiro passo é manter a equipe unida e fortalecida, para gerar confiança e tranquilidade. Também é importante preparar um bom plano financeiro, planejando o fluxo de caixa e verificando a possibilidade de contar com recursos do BNDES – além de fixar a ação no recebimento das vendas já realizadas”, diz. Manter sempre ações de mercado já planejadas é outro ponto fundamental, pois é preciso entende-las como investimento, reforçando a equipe comercial e mantendo a publicidade para fortalecer a marca.

A série de dicas também envolve estruturar ações para novos produtos, com a análise de oportunidades em produtos inovadores, sem esquecer de manter o estoque. O consultor indica que estar sempre preparado para reiniciar, com foco, treinamento, inovação e criação de novos canais de venda é a peça-chave do processo de reinvenção. “Nesse tempo, pense sempre em novas ações aos clientes, fortaleça a equipe comercial para o novo momento e treine-a para vender no físico e no virtual, crie novos produtos, busque novos canais de venda, mantenha propaganda e publicidade, fortaleça fornecedores-chave, foque no recebimento das vendas já efetuadas, crie novas alternativas e busque sempre inovar com novas oportunidades”, detalha o consultor.

Stefenon atenta para a importância de combinar novas atrações com promoções no rol de produtos e serviços apresentados na feira. “Novidades criam novas expectativas externas, encontram novos desejos, oxigenam as empresas e os consumidores, fortalecem a marca. Já as promoções podem agregar faturamento no curto prazo, ajudam na redução de estoques, criam fluxo de caixa e lembram que a marca pode ser buscada também para ações promocionais”, pontua. A 30ª ExpoBento e a 17ª Fenavinho divulgarão suas novas datas em breve, acompanhando a evolução da pandemia e seguindo as recomendações das autoridades competentes.

Fonte: Exata Com / Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here