Fitoterapia

A cada dia o número de casos de depressão e ansiedade aumentam devido ao nosso atual estilo de vida que cobra produtividade e não reconhece os momentos de lazer e descanso. Quem já não sentiu-se ocupado por descansar ao invés de aproveitar o tempo para adiantar algum trabalho? Isso acontece porque somos condicionados a pensar que tempo bom é somente aquele que estamos sempre produtivos, o que aumenta nosso nível de estresse no dia a dia, além de aumentar os casos de ansiedade e depressão pela auto cobrança excessiva.

A depressão é uma das doenças mentais que mais causa problemas na vida social na vida da pessoa, tornando simples tarefas algo bastante dificultoso. Não só, como a ansiedade vem se evidenciando cada vez mais no meio da pandemia pela forma que temos que lidar com o isolamento social e preocupações com o Covid-19. Ao identificar sintomas dessas doenças, é recomendado a procura de profissionais de saúde para diagnóstico e identificação do melhor tratamento para cada caso. Os tratamentos convencionais podem ser complementados com terapias alternativas que podem ajudar nesse processo de cura da mente e do corpo.

Confira a seguir 5 terapias alternativas para ajudar no tratamento de ansiedade e depressão.

Aromaterapia
A técnica busca a cura de doenças com o auxílio de óleo essenciais extraídos de folhas, flores, cascas, sementes e frutos de plantas e árvores. Ao inspirar os aromas, o cérebro reage a estímulos, ativando uma região cerebral conhecida como hipotálamo. A parte é responsável pelas emoções, memórias e liberação de hormônios corporais. Com a aromaterapia é possível obter o estímulos desejados com o uso de determinados óleos essenciais.

Aromaterapia

Fitoterapia
Trata-se do uso de plantas para fins terapêuticos. Nesta técnica é feito o uso das plantas como chás, pomadas, xaropes e muito mais baseado-se no uso especifico de cada espécie. Sabe aquelas receitas de avó que passaram por gerações a fio e ainda hoje são tiro e queda para resolver a gripe? A fitoterapia é assim também, porém com um estudo mais aprofundado sobre o uso das plantas no tratamento. Durante o tratamento, são empregadas diversas ervas com os mais variados sabores (amargo, azedo, doce) e temperaturas (quente, frio, morno) e cada doença é tratada de acordo com as características de cada planta e a necessidade do paciente.

Fitoterapia

Reiki
A palavra significa “energia vital universal” (rei= universal e ki= energia primordial). Trata-se de uma técnica oriental de canalização e aplicação da energia com a ajuda das mãos, a fim de promover o bem-estar completo do corpo. O método é indicado para ajudar a relaxar corpo e mente, aliviar dores e tratar doenças físicas e psicológicas. No entanto, para que as mãos tenham esse poder, é preciso realizar um ritual, composto de três níveis: Nível 1: a pessoa aprende a técnica para ativar a energia vital em benefício próprio e de outros indivíduos. Nível 2: envolve aplicações mais avançadas, como cura mental e à distância. Nível 3: nesta etapa, a pessoa aprende a dominar a energia especial, podendo canalizá-la até mesmo para multidões.

Reiki

Thetahealing
É uma técnica de cura energética que ensina a identificar e mudar crenças e padrões bloqueadores, criando uma nova realidade para a vida. Trata-se de um processo de meditação que promove a cura física, psicológica e espiritual. Esse procedimento ocorre enquanto o cérebro se encontra no estado de frequência theta. Uma vez que as crenças são eliminadas, vários benefícios podem ser notados, como controle do estresse e da ansiedade, superação de medos e fobias, aumento da confiança e da autoestima.

Thetahealing

Cromoterapia
A técnica que prega a presença de cores é essencial para a harmonia física e espiritual. Por isso, cada tom exerce vibrações diferentes. Na terapia, emprega-se o uso de cristais em combinação com as cores para promover o alinhamento de chakras e a harmonia do indivíduo. De acordo com os princípios da cromoterapia, os tons quentes são o vermelho, o amarelo e o laranja; os frios são o azul, o índigo e o lilás; e o verde é considerado uma cor neutra. Assim, pacientes depressivos devem procurar tons avermelhados, enquanto as pessoas ansiosas devem se concentrar na cor azul, por exemplo.

Cromoterapia

Fonte: OSul / Foto: Reprodução Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here